Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: NAILTON DE SOUZA ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAILTON DE SOUZA ARAUJO
DATA: 30/06/2022
HORA: 08:00
LOCAL: meet.google.com/pyc-wfwi-saw
TÍTULO: Aspectos etnobotânicos e socioeconômicos associados ao uso de espécies vegetais no artesanato de Luís Correia, Piauí, Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Artesanato piauiense. Botânica econômica. Etnobotânica.
PÁGINAS: 112
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Artesanato é toda atividade produtiva que resulta em objetos e artefatos acabados, feitos manualmente ou com a utilização de meios tradicionais. O produto artesanal é fruto da criatividade e habilidade do artista-artesão e da influência do seu meio. Portanto, objetivou-se caracterizar a dinâmica socioeconômica, socioambiental e cultural que envolve a produção de artesanato com espécies botânicas em Luís Correia, Piauí. E como objetivos específicos: 1. Realizar revisão bibliométrica sobre espécies vegetais utilizadas na confecção de artesanato a nível mundial e no Brasil. 2. Compreender os processos na dinâmica de produção e comercialização do artesanato com espécies vegetais; e 3. Elucidar a contribuição socioeconômica da produção de artesanato com espécies botânicas para os artesãos e extrativistas. Foram feitas visitas para reconhecimento da área, utilização da técnica de “rapport”. Para a seleção dos entrevistados foi utilizada a técnica “Bola de Neve”. Foram aplicados formulários semi-estruturados com questões que abordaram o perfil socioeconômico e a dinâmica produtiva, manejo e uso de recursos florestais no artesanato com os artesãos e extrativistas, com idade igual ou superior a 18 anos e residentes no município. Para a coleta de espécimes foi realizada a técnica turnê-guiada com a participação de artesãos ou extrativistas locais. Os dados serão submetidos a análises de regressão linear multivariada para verificar a correlação entre os dados sobre o perfil socioeconômico e tipos de artesanatos produzidos com uso de espécies vegetais. A revisão bibliométrica foi realizada por meio da busca no Portal de Periódico da Capes. Foram registrados com os termos “handicraft” AND “ethnobotany” 138 artigos e com os termos “artesanato” AND “etnobotânica” 12 artigos, totalizando 150 publicações. Após a aplicação do critério de inclusão/exclusão foram analisados qualitativamente e quantitativamente 15 artigos. Constatou-se que o continente América do Sul apresentou o maior de número de publicações sobre o uso de plantas no artesanato (oito), com destaque em número de publicações para o Brasil (46%). As famílias com maior frequência de espécies utilizadas no artesanato foram Arecaceae (15%), Fabaceae (12%), Poaceae, Cyperaceae (6% cada), Pinaceae (5%), Bignoniaceae, Salicaceae, Rosaceae, Moraceae, Euphorbiaceae, Malvaceae (4% cada), Sapindaceae, Oleaceae, Meliaceae (3% cada), Tilaceae e Betulaceae (2% cada) e as demais com 1% cada. Os principais públicos alvos dos estudos foram indígenas (40%), artesãos tradicionais (27%), artesãos e comerciantes (20%). Em relação à pesquisa de campo, foram entrevistados 28 artesãos, a maioria (67,86%) pertence ao gênero feminino. A família botânica com maior número de espécies utilizadas foi Arecaceae (duas) e as espécies mais citadas foram Typha domingensis Pers. (Taboa), Copernicia prunifera (Mill.) H.E.Moore (Carnaúba) e Dioclea grandiflora (mucunã). Os principais estados que consomem os artesanatos produzidos com espécies vegetais em Luís Correia são Ceará, São Paulo e Distrito Federal. O município de Luís Correia apresenta baixa profissionalização e baixo índice de empregos formais, sendo o artesanato uma das atividades recorridas para a obtenção de renda. Tornam-se necessárias ações que envolvam a conservação local, e também incentivem a manutenção da cultura e saberes dos povos que dependem do extrativismo e produção artesanal para geração de renda âmbito regional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1221652 - IVANILZA MOREIRA DE ANDRADE
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 423405 - JAIRA MARIA ALCOBACA GOMES
Externo à Instituição - KELLY POLYANA PEREIRA DOS SANTOS - UESPI
Externo à Instituição - MARIA GRACELIA PAIVA NASCIMENTO - SEDUC-PI
Notícia cadastrada em: 10/06/2022 10:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 11/08/2022 21:46