Notícias

Banca de DEFESA: AMANDA MENESES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA MENESES DA SILVA
DATA: 05/09/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual Plataforma Google meet: meet.google.com/hpm-mccv-atj
TÍTULO: Mudanças climáticas e distribuição de Sicarius cariri (Arachnida) no semiárido brasileiro
PALAVRAS-CHAVES: Alterações no clima; biomod2; Modelagem de nicho; Preservação.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O avanço acelerado das mudanças climáticas, tem ocasionado interferências drásticas sobre a distribuição de espécies. Diante desse cenário a pesquisa biogeográfica (modelagem) ganha uma posição de destaque como ferramenta de proteção, à medida que permite a visualização clara dessa interferência sobre determinado tipo de espécie e sua área de habitação. Aranhas do gênero Sicarius (em especial Sicarius cariri) são consideradas como excelentes modelos de estudos biogeográficos, por serem pobres dispersoras e extremamente associadas ao ambiente no qual habita. Para predizer áreas adequadas para o estabelecimento da espécie Sicarius cariri sob projeções climáticas atuais e futuras (2050, 2070 e 2090), foi utilizado os modelos preditivos de distribuição. Partindo dos objetivos de: (i) realizar a modelagem do nicho biclimático de Sicarius cariri, (ii) criar um conjunto de projeções para diferentes cenários de mudanças climáticas e, (iii) estimar a adequabilidade da espécie Sicarius cariri frente as alterações climáticas em três cenários: atual e futuros (2050, 2070 e 2090). Para a coleta de dados de ocorrências foram utilizados o GBIF e Specieslink; Enquanto que os dados ambientais foram extraídos do Wordclim (variáveis ambientais passaram por uma filtragem através da PCA); Para a associação entre os dados de espécie e dados climáticos foram utilizados algoritmos do tipo GLM, GBM, RF, GAM e o Maxent, além de procedimentos adicionais como: produção de pseudo-ausências e validações cruzadas. Todos estes conjuntos de modelos foram verificados quanto a sua eficiência, por meio de métricas do tipo TSS, ROC e CAPA. Em sequência foram criados conjuntos de modelos, para posteriormente realizar as projeções de adequabilidade de Sicarius cariri (condições atuais e futuras). Por fim, foi realizado uma projeção conjunto para obter a distribuição espacial da espécie. Dentre as 19 variáveis bioclimáticas, somente 5 (bio2, bio4, bio7, bio15, Alt), apresentaram influência sobre a distribuição de Sicarius cariri. Quando testados os modelos, obteve-se um destaque para RF, PA3 e RUN3, como mais eficientes na predição. Os resultados de modelagem demonstraram que a adequabilidade de nicho para a espécie é restrita em maioria para áreas do semiárido, além de alguns pontos (áreas com enclaves de floresta seca no Cerrado) localizados nos estados do Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Com a realização da verificação da distribuição da espécie no futuro e a quantificação da perdas e ganhos de áreas de adequabilidade os resultados mostraram que o habitat poderá ser reduzido em 50 % em 2050, em 53% em 2070 e quase 72% em 2090. Portanto, com a realização do presente estudo, foi possível entender como as mudanças climáticas podem influenciar sobre a disposição espacial de Sicarius cariri e consequentemente como esses indivíduos respondem frente a essas mudanças. Dessa forma, estudos de modelagem de nicho tornam-se cruciais para além de permitir uma visualização da interação entre condição ambiental e espécie, possibilitar o planejamento de ações conservacionistas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 302.181.523-53 - FRANCISCO SOARES SANTOS FILHO - UESPI
Externo à Instituição - ANA KEULY LUZ BEZERRA - IFPI
Externo à Instituição - MARCELO RIBEIRO MESQUITA - IFPI
Notícia cadastrada em: 05/09/2022 08:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 06/12/2022 15:25