Notícias

Banca de DEFESA: RAFAEL MARTINS BARROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL MARTINS BARROS
DATA: 28/08/2020
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de videoconferência do NCAD
TÍTULO: Uso de Análise de Sensibilidade por Multiplicadores de Lagrange para a Definição de Sequências de Ajustes de Controles Determinados pelo Despacho Ótimo Reativo
PALAVRAS-CHAVES: Análise de sensibilidade, fluxo de potência ótimo, multiplicadores de Lagrange, Sistemas elétricos de potência
PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
RESUMO:

O Fluxo de Potência Ótimo (FPO) desempenha um papel fundamental para o planejamento e operação de sistemas elétricos de potência. No entanto, alguns aspectos práticos da utilização das soluções encontradas pela resolução do FPO permanecem em aberto. A maioria dos trabalhos encontrados na literatura foca em calcular o ponto de operação ótima da rede, não fornecendo aos operadores do sistema uma sequência adequada de ajustes de controle para conduzir o sistema a tal ponto de operação. Nesse contexto, este trabalho visa a proposição de uma abordagem para definir sequências de ajustes de controle, os quais são determinados pela resolução do problema de despacho ótimo reativo, através de análise de sensibilidade dos multiplicadores de Lagrange. Esta abordagem é metodologicamente fundamentada na reformulação do problema de FPO em termos de ajustes de controle ótimo em vez de valores de controle ótimo e em resoluções do problema dual associado ao problema reformulado para determinar os multiplicadores de Lagrange ao longo do caminho do ponto de operação inicial para o ótimo. A cada iteração da abordagem proposta, os multiplicadores de Lagrange associados a cada ajuste de controle são determinados pela resolução de um sistema de equações algébricas derivadas das condições de otimalidade necessárias de Karush-Kuhn-Tucker. A análise de sensibilidade é realizada por meio da ponderação dos multiplicadores de Lagrange pela magnitude dos ajustes de controle, indicando qual ajuste de controle deve ser realizado por vez. O processo iterativo continua até que todos os ajustes tenham sido efetivados. Para validar esta proposta, foram realizados experimentos com os sistemas de teste IEEE de 14, 30, 57, 118 e 300 barras. Os resultados obtidos comprovam a robustez da abordagem, dada a qualidade das soluções e o baixo tempo computacional encontrados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2061294 - RICARDO DE ANDRADE LIRA RABELO
Interno - 1446435 - VINICIUS PONTE MACHADO
Externo à Instituição - GERALDO ROBERTO MARTINS DA COSTA - USP
Externo à Instituição - GUILHERME GUIMARÃES LAGE - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 04/08/2020 07:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 22/10/2020 03:40