Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCELO MOREIRA AREA LEAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELO MOREIRA AREA LEAO
DATA: 01/07/2022
HORA: 10:00
LOCAL: link
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA MORBIMORTALIDADE MATERNA NA SÍNDROME HELLP EM UMA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Morbimortalidade; Síndrome HELLP; UTI
PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A Síndrome HELLP é uma condição patológica na gestação que é caracterizada por hemólise, alteração das enzimas hepáticas e diminuição na quantidade de plaquetas, o que pode colocar em risco tanto a gestante quanto o feto. OBJETIVO: Analisar a morbimortalidade materna por Síndrome HELLP em um centro de referência do estado do Piauí. METODOLOGIA: O presente estudo apresenta uma natureza descritiva e quantitativa. Foi desenvolvido por meio de análise retrospectiva dos prontuários de gestantes e puérperas internadas em uma Unidade de Terapia Intensiva materna de maternidade pública de referência na cidade de Teresina, Piauí, com diagnóstico de Síndrome HELLP no intervalo de janeiro de 2016 a dezembro de 2018. A caracterização da morbimortalidade dessas pacientes foi feita através da determinação do número de casos de óbito, da identificação das principais complicações apresentadas, verificação do tempo de internação, via de parto mais utilizada para interrupção da gestação e quantificação do número de consultas pré-natais realizadas por essas pacientes. Os dados do estudo foram inseridos em bancos de dados, com dupla entrada em planilha do Microsoft Excel®, a fim de validar para identificação de possíveis erros de digitação, e foram processados no software IBM® SPSS®, versão 23.0. Foram calculadas estatísticas descritivas: média, desvio padrão, mínimo e máximo, para as variáveis quantitativas; e frequências, para as variáveis qualitativas. Na análise inferencial, para as variáveis independentes quantitativas, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov para verificação da normalidade dos dados e foi realizado o Teste t de Student independente para comparação entre os grupos. Para as variáveis independentes qualitativas, foi realizado o Teste Qui-Quadrado de Pearson. O estudo foi aprovado por Comitê de Ética. RESULTADOS : Na totalidade da amostra(n=68), 31 (45,6%) das mulheres apresentaram, no mínimo, uma complicação materna. Foram identificados 6 (8,8%) óbitos maternos. As complicações mais prevalentes foram insuficiência respiratória aguda 10 (14,7%), insuficiência renal aguda 10 (14,7%), infecção 10 (14,7%), descolamento prematuro de placenta 9 (13,2%), distúrbios de coagulação 7 (10,3%) e 14(20,6%) apresentaram um ou mais critérios de near miss. CONCLUSÃO: A morbidade das gestantes e puérperas internadas na unidade de terapia intensiva da referida maternidade, com diagnóstico de síndrome HELLP foi alta. Uma melhor compreensão da complexa fisiopatologia da síndrome HELLP pode levar a novas alternativas de tratamento e melhor manejo clínico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4332146 - JOSE ARIMATEA DOS SANTOS JUNIOR
Externo ao Programa - 423594 - JOAO DE DEUS VALADARES NETO
Externo à Instituição - JAILSON COSTA LIMA - UESPI
Notícia cadastrada em: 23/06/2022 09:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 19/08/2022 20:41