Notícias

Banca de DEFESA: KATHARINNE SABRINA NASCIMENTO TEIXEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KATHARINNE SABRINA NASCIMENTO TEIXEIRA
DATA: 27/05/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Química
TÍTULO:

NANOMATERIAL HÍBRIDO FUNCIONAL CONSTITUÍDO PELO ANÁLOGO DE AZUL DA PRÚSSIA DE COBALTO E ÓXIDO DE ZINCO: SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO E PROPRIEDADES SUPRAMOLECULARES.


PALAVRAS-CHAVES:

Nanomaterial híbrido. Análogo de azul da Prússia de cobalto. Nanopartículas de óxido de zinco. Nanodispositivos.


PÁGINAS: 20
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Campos de Coordenação
RESUMO:

Nanomaterais híbridos funcionais podem ser desenvolvidos utilizando a abordagem da química supramolecular objetivando diversas aplicações. Nanomaterial híbrido semicondutor magnético constituído por análogo de azul da Prússia de cobalto (Co3[Co(CN)6]2) e nanopartículas de óxido de zinco (ZnO) foi sintetizado pelo método de co-precipitação, sendo calcinado a 300º C e funcionalizado com Co3[Co(CN)6]2. A caracterização estrutural, espectroscópica e propriedades eletroquímicas do Co3[Co(CN)6]2/ZnO) foram realizadas por difração de raios-X (DRX), espectroscopia eletrônica na região do UV-vis com reflectancia difusa, espectroscopia vibracional na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), Raman, fotoluminescência (PL), e voltametria cíclica, respectivamente. Na análise de DRX (de 10 a 80 graus) foram observados quatorze picos principais, sendo cinco picos relacionados ao ZnO (fase hexagonal-JCPDS: 01-036-1451) e nove picos do Co3[Co(CN)6]2 (JCPDS: 77-1161) devido a formação da fase cfc. Utilizando a equação de Debye-Scherrer foi possível estimar o tamanho médio dos cristalitos em 25, 50 e 54,5 nm para ZnO, Co3[Co(CN)6]2 e Co3[Co(CN)6]2/ZnO, respectivamente. O espectro eletrônico do Co3[Co(CN)6]2/ZnO exibiu duas absorções máximas em 247 e 204 nm, características do análogo, e uma em 377 nm relacionada a banda semicondutora do ZnO. Por reflectância difusa calculou-se o band gap para ZnO e Co3[Co(CN)6]2/ZnO com energias de 3,03 e 3,13 eV, respectivamente. No estudo de PL obteve-se emissões com deslocamento para o azul na região do UV referente ao Co3[Co(CN)6]2/ZnO e na região do visível devido defeitos presentes na estrutura, confirmando o aumento da energia de gap para o material híbrido. Os espectros de FTIR e Raman exibiram as vibrações características do Co3[Co(CN)6]2 e ZnO. O voltamograma do Co3[Co(CN)6]2/ZnO apresentou cinco processos, sendo dois pares redox relacionados às conversões Co+/Co2+ (E1/2 = 0,46 V) e Co2+/Co3+ (E1/2 = 0,65 V), sendo que o último processo não foi evidenciado no voltamograma do Co3[Co(CN)6]2 isolado, e um processo irreversível em -0,74 V caracteristico do Zn2+/Zn0. Interessante, os processos redox se sobrepõem  em altas velocidades de varredurem (E1/2  = 0,58 V). As análises indicam a formação do Co3[Co(CN)6]2/ZnO, que poderá ter aplicabilidade em nanodispositivo magnético óptico-eletrônico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1508806 - WELTER CANTANHEDE DA SILVA
Externo ao Programa - 1570906 - BARTOLOMEU CRUZ VIANA NETO
Externo à Instituição - ROBERTO ALVES DE SOUSA LUZ - UESPI
Externo à Instituição - SELMA ELAINE MAZZETO - UFC
Notícia cadastrada em: 27/05/2016 08:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 28/01/2020 00:59