Notícias

Banca de DEFESA: LUCIVANIA RODRIGUES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIVANIA RODRIGUES DOS SANTOS
DATA: 04/11/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Química
TÍTULO:

Contribuição ao conhecimento químico e biológico das folhas de Senna acuruensis (Benth.) Irwin & Barneby (Fabaceae)


PALAVRAS-CHAVES:

Senna acuruensis. Triterpenoides. Acilglicosilesterois. Flavonoides. Quantificação. Atividade anticolinesterasica.


PÁGINAS: 290
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

SANTOS, L. R. (2016). Contribuição ao conhecimento químico e biológico das folhas de Senna acuruensis (Benth.) Irwin & Barneby (Fabaceae). Teresina. 290p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Química. Universidade Federal do Piauí.

 

            Senna acuruensis (Benth.) Irwin & Barneby (Fabaceae), é uma espécie apícola, conhecida popularmente como canela de velho ou besouro. Este trabalho relata os constituintes químicos isolados e identificados na fração hexânica (FHSa), proveniente do extrato etanólico (EESa), a quantificação dos flavonoides rutina e quercetina nos extratos etanólico e aquoso (EASa) e fração hidrometanólica (FHMSa) das folhas desta espécie, bem como a avaliação do potencial biológico dos extratos e frações. O fracionamento cromatográfico da FHSA resultou no isolamento do diterpeno: 3,7,11,16-tetrametil-hexadecan-1,2-diol (2), dos triterpenoides: esqualeno (1), lupeol (3), α-amirina (4), β-amirina (5), germanicol (6), ácido canárico (7), ácido  3,4-secogermanican-3-oico (8) e ácido robúrico (9), dos esteroides: sitosterol (10) e estigmasterol (11), dos acilglicosilesterois: 6-O-miristil-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12a), 6-O-palmitoil-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12b), 6-O-margaril-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12c), 6-O-linoleil-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12d), 6-O-oleoil-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12e), 6-O-estearil-β-D-glicosil-3-O-sitosterol (12f), 6-O-miristil-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13a), 6-O-palmitoil-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13b), 6-O-margaril-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13c), 6-O-linoleil-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13d), 6-O-oleoil-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13e), 6-O-estearil-β-D-glicosil-3-O-estigmasterol (13f), da mistura ésteres de ácidos e alcoois graxos (14) e dos terpeno: sabineno (15), mirceno (16), car-3-eno (17), p-cimeno (18), limoneno (19), trans-β-ocimeno (20), β-elemeno (21), β-cariofileno (22), (+)-aromadendreno (23), aloaromadendreno (24), β-selineno (25), valenceno (26), neofitadieno (27) e E-fitol (28). As estruturas dos compostos isolados foram identificadas por métodos espectroscópicos de RMN 1H e 13C, CG-EM e por comparação com dados da literatura. Um método para quantificação dos flavonoides quercetina e rutina por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de arranjo de diodos foi desenvolvida e validada com base na Resolução RE nº 899/2003 da ANVISA. As curvas analíticas foram construídas com os padrões de quercetina (10-110 µg mL-1) e rutina (25-200 µg mL-1) e apresentaram boa linearidade (r=0,999) e seletividade, com resultados satisfatórios de precisão e exatidão. O EASa (54,52±0,47 µg mL-1), EESa (55,18±1,05 µg mL-1)  e FHMSa (92,07±0,50 mL-1) apresentaram altos teores de rutina. Os teores de quercetina foram 11,56±0,03 e 24,88±0,43 µg mL-1 parao EESa e FHMSa, respectivamente. No ensaio de sequestro do radical DPPH a FHMSa apresentou o maior percentual de atividade antioxidante (CE50= 216±3,8 µg mL-1) e teores de flavonoides (495,02±6,30 mg ER g-1) e de fenois totais (173,46±5,27 mg EAG g-1), estatisticamente equivalente ao do EASa. O extrato hexânico (EHSa), EASa e FHSa apresentaram  citotoxicidade  moderada  frente  à  linhagem  de  células tumorais SF-295  (glioblastoma). Entretanto, foram inativos frente a HCT-116 (cólon) e OVCAR (ovário). Com exceção do EASa, os demais extratos e frações apresentaram indicativo de inibição da enzima acetilcolinesterase no ensaio em cromatografia em camada delgada e revelação com reagente de Ellman. Todos os extratos e frações foram inativos no ensaio leishimanicida. Este é o primeiro relato da ocorrência dos 3,4-secotriterpenos (7-9) e acilglicosilesterois (12a-12f e 13a-13f) no gênero Senna e do composto 2 em plantas, bem como das atividades biológicas investigadas nesta espécie.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167592 - MARIANA HELENA CHAVES
Interno - 1888044 - GERARDO MAGELA VIEIRA JUNIOR
Interno - 2059797 - HERBERT DE SOUSA BARBOSA
Externo à Instituição - DANIEL RINALDO - UNESP
Notícia cadastrada em: 14/02/2017 15:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 19/01/2020 10:32