Notícias

Banca de DEFESA: ISABELLA CRISTHINA GONÇALVES COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISABELLA CRISTHINA GONÇALVES COSTA
DATA: 20/01/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Química
TÍTULO:

CONTITUINTES QUÍMICO E POTENCIAL FARMACOLÓGICO DAS CASCAS DO CAULE DE Platonia insignis Mart. (Clusiaceae)


PALAVRAS-CHAVES:

Platonia insignis. Triterpenoides. Floroglucinois. Atividade antioxidante. Citotoxicidade. Atividade anticolinesterásica.


PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

Platonia insignis Mart., (Clusiaceae), conhecida popularmente por bacurizeiro, é uma espécie frutífera, madeireira e medicinal, usada no tratamento de dermatites. Este trabalho relata os constituintes químicos isolados e identificados na fração hexânica proveniente da partição do extrato etanólico das cascas do caule de P. insignis, bem como as atividades farmacológicas do extrato etanólico, frações de partição e sub-frações. O fracionamento cromatográfico da fração hexânica resultou no isolamento e identificação dos triterpenoides: lupeol (1), betulina (2), betulinaldeido (3), uma mistura dos esteróides: sitosterol (4), estigmasterol (5) e campesterol (6) e uma mistura de dois derivados de floroglucinol inéditos: 8,8-dimetil-1-(3-hidroxibenzil)-2-hidroxi-3,5-di(g,g-dimetilalil)-7-(2-isopropenil-5-metilhex-4-enil)-7RH-transbiciclo[3.3.1]nona-2–en-4,9-diona (7) e 8,8-dimetil-1-(3-hidroxibenzil)-4-hidroxi-3,5-di(y,y-dimetilalil)-7-(2-isopropenil-5-metilhex-4-enil)-7RH-transbiciclo[3.3.1]nona-3-en-2,9-diona (8). As estruturas das substâncias isoladas foram identificadas por métodos espectroscópicos de RMN 1H e 13C, 1D e 2D e comparação com dados da literatura. Na avaliação da atividade antioxidante, frente ao ensaio com o DPPH, as frações etérea e AcOEt apresentaram maior atividade, evidenciado pelo menor valor da CE50, correlacionando-se positivamente com o teor de fenóis totais. O maior teor de flavonóides totais foi registrado para a fração hexânica e o menor para a fração aquosa. No ensaio para inibição da peroxidação lipídica, por meio da determinação de espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), o extrato EtOH e as frações demonstraram potencial efeito protetor para moléculas lipídicas. Além disto, demonstraram um forte potencial antioxidante, por meio da capacidade de remoção dos radicais hidroxila e óxido nítrico. A fração hexânica e as sub-frações HB-60 e B26-44 apresentaram atividade citotóxica alta (˃75%) frente às linhagens de células tumorais humanas HCT-116 (cólon), OVCAR (ovário) e SF-295 (gliobastoma), enquanto a sub-fração B45-46 apresentou alta citotoxidade somente para HCT-116 e OVCAR. A fração aquosa (SF-295) e as sub-frações B45-46 (SF-295) e A9-33 (HCT-116 e SF-295) mostraram atividade moderada (50 à 75%). O extrato EtOH, frações hexânica, AcOEt e etérea e sub-fração HB-60 apresentaram indicativos de inibição da acetilcolinesterase em cromatografia em camada delgada revelada com reagente de Ellman. O extrato etanólico e as frações hexânica e etérea, nas concentrações testadas, foram inativos no ensaio da atividade larvicida frente ao Aedes aegypti.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167592 - MARIANA HELENA CHAVES
Interno - 1507063 - MONICA REGINA SILVA DE ARAUJO
Externo à Instituição - GERARDO MAGELA VIEIRA JUNIOR - UFMT
Notícia cadastrada em: 20/01/2015 14:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 27/09/2020 19:34