Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLOS AYDANO VIRGINIO FRAZAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS AYDANO VIRGINIO FRAZAO
DATA: 12/02/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

 

 

AÇÃO DE LECTINA E INIBIDOR DE TRIPSINA SOBRE A BIOLOGIA DE Sitophilus zeamais MOTSCH. (COLEOPTERA: CURCULIONIDAE).


PALAVRAS-CHAVES:

 

 

Zea mays, gorgulho do milho, resistência de plantas.


PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

 

 

Objetivou-se com o presente trabalho teve como objetivo selecionar sementes de cultivares de milho resistentes a Sitophilus zeamais Motsch. (Coleoptera: Curculionidae) e avaliar a atividade de lectina e inibidor de tripsina presentes nestas cultivares. Foram avaliadas 5 cultivares de milho, através de testes com e sem chance de escolha. As cultivares utilizadas foram BRS Caatingueiro, BRS Gorutuba, BRS 5011 Sertanejo e BRS 5033 Asa branca. Adultos de S. zemais foram expostas aos grãos de milhos através de testes “com chance de escolha”, avaliado a atração dessas cultivares a adultos de S. zemais. No teste “sem chance de escolha” adultos de S. zeamais ficaram confinados na massa de grãos durante  10 dias. Foram avaliados o número de insetos emergidos, a duração da fase imatura, a quantificação de proteína no inseto e a perda de massa seca dos grãos, bem como foi determinado o índice de suscetibilidade (IS) das cultivares. Atividade hemaglutinante de lectina e inibidora de tripsina foram analisadas nas cinco cultivares.. Não houve diferença estatística quanto a duração da fase imatura de S. zeamais, nas cultivares estudadas, variando entre 54,65 (BRS Catingueiro) e 58,79 (BRS Gorutuba) dias. No entanto, houve diferença quanto a presença de proteínas em adultos de S. zeamais. Os adultos que se alimentaram da cultivar BRS Catingueiro teve a maior quantidade de proteína total, os insetos que alimentaramdas cultivares BRS 106 e Asa Branca as menores quantidade de proteínas.. Houve diferença estatística entre as cultivares para o número de adultos emergidos S. zemais, sendo maior na BRS Catingueiro e menor na BRS 106, bem como a BR106 apresentou uma perda de massa menor que as demais, seguida de BRS Caatigueiro, BRS gorutuba, BRS Asa Branca e BRS Sertanejo com  perda de massa maiores, respectivamente. A atividade de lectina foi maior nas cultivares BRS 106, BRS Asa Branca, BRS sertanejo e BRS Gorutuba correspondendo a 4,86; 2,59; 1,84 e 1,29 (U/mg), respectivamente. Na cultivar BRS Caatingueiro não houve atividade da lectina. As cultivares BRS Sertanejo, BRS Asa branca, BR 106 e BRS Gorutuba reduziram totalmente a atividade de tripsina, mostrando extremamente eficiente, eliminandoatividade desta proteína. A BRS catingueiro apresentaram atividade inibidora de cerca de 40,3%. Desta forma, podemos sugerir que a presença das lectinas e de inibidores de tripsina influenciaram na resistência das cultivares de milho ao ataque de S. zeamais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Interno - 1188870 - LUCIA DA SILVA FONTES
Interno - 422661 - LUIZ EVALDO DE MOURA PADUA
Notícia cadastrada em: 03/02/2016 16:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 08:35