Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA ROBERTA LIMA DE MIRANDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA ROBERTA LIMA DE MIRANDA
DATA: 01/03/2018
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: RESPOSTAS DA COMUNIDADE MICROBIANA APÓS SETE ANOS DE APLICAÇÃO DE LODO DE CURTUME COMPOSTADO
PALAVRAS-CHAVES: Diversidade microbiana, atributos químicos do solo, cromo.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Oriundo de industrias que processam a pele animal em couro, o lodo de curtume possui rica composição orgânica e inorgânica capaz de promover fertilização, nutrição de vegetais e microrganismos presentes no solo. Contudo, o uso excessivo deste resíduo, gera distúrbios ecológicos e interferências na microbiota, principalmente devido a concentração de cromo (Cr) deixada no ambiente. Por ser um elemento químico pertencente ao grupo dos metais pesados capaz de ser absorvido por organismos vivos, alcançando diversos níveis da cadeia trófica, torna-se preocupante os altos índices concentração deste metal no solo. O efeito do uso de lodo de curtume compostado (LCC) após sete aplicações sucessivas, foi avaliado por meio de relações entre as propriedades químicas e valores de OTUs da comunidade bacteriana do solo, tendo por base valores de abundância relativa à nível de filo, classe, ordem, família e gênero, com intuito de observar os efeitos causados na estrutura da microbiota do solo após aplicação de diferentes quantidades de LCC. O experimento foi conduzido em blocos casualizados, com quatro repetições e cinco tratamentos correspondentes a doses de LCC, sendo 0 (controle), 2,5, 5, 10 e 20 t/ha (base seca). Aos 0, 45, 75, 150 e 180 dias de experimento, avaliou-se os níveis de P, K, Ca, Mg, Na, pH, condutividade elétrica (CE) e o teor de carbono orgânico total (COT) no solo, bem como, pela técnica de extração de DNA e Sequenciamento de Nova Geração, a composição bacteriana presente no solo, correlacionando-a aos atributos químicos após uso do resíduo. Os valores de pH, C orgânico, P, Ca, Mg e Cr aumentaram com o aumento das doses de LCC. Grupos específicos de bactérias como Actinobacteria, Acidobacteria, Firmicutes, Proteobacteria e Chloroflexi, mostraram-se abundantes após a aplicação do resíduo ao longo do tempo, sugerindo interpretações sobre capacidade adaptativa ao incremento de atributos químicos e resistência ao metal pesado. Análises de Redundância (RDA) e Análises de Resposta de Curva Principal (PRC), mostraram estreitas relações dos níveis de pH, cromo, condutividade elétrica e carbono orgânico entre a comunidade bacteriana e as influencias em sua dinâmica estrutural da comunidade. Os resultados mostraram ainda efeitos rizosféricos das culturas de milho e feijão-caupi cultivados no decorrer do experimento, sob a comunidade bacteriana, ocasionando diferenciação de grupos de bactérias nos diferentes períodos de florescimento e senescências das plantas. Em síntese, houve efeito significativo do tempo de amostragem e das doses de LCC nas propriedades do solo que por sua vez, interferem na estrutura da microbiota bacteriana, selecionando organismos com capacidade adaptativa e de resistência ao cromo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2476126 - ADEMIR SERGIO FERREIRA DE ARAUJO
Interno - 626.068.833-49 - JADSON EMANUEL LOPES ANTUNES - UFPI
Interno - 2058623 - JOSE EVANDO AGUIAR BESERRA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 08/02/2018 12:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 09:07