Notícias

Banca de DEFESA: LUCIANA ANDREA DA COSTA SOARES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA ANDREA DA COSTA SOARES
DATA: 30/04/2018
HORA: 08:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: AVALIAÇÃO ON FARM E AGRONÔMICA DE GERMOPLASMA CRIOULO DE FEIJÃO-FAVA
PALAVRAS-CHAVES: Phaseolus lunatus L.; conhecimento tradicional; produtividade.
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

 

A conservação da biodiversidade agrícola tem sido referida e estudada como parte de estratégias orientadas para a conservação in situ da diversidade agrícola. Essa conservação é fundamentada pelo papel chave da manutenção de sementes, diretamente refletido na segurança alimentar. Amplamente cultivada na região tropical, o feijão–fava (Phaseolus lunatus L.) é a segunda leguminosa de maior importância do gênero Phaseolus. No Brasil embora assuma a relativa importância econômica e social em alguns estados, os fatores que afetam a conservação e a caracterização agronômica do material mantido pelos agricultores tradicionais ainda é pouco estudado. Neste contexto foi desenvolvido um estudo sobre a conservação e fatores de produção do germoplasma crioulo de feijão–fava mantido on farm pelos agricultores tradicionais no estado do Maranhão, Piauí e Ceará. O objetivo foi documentar práticas usadas no manejo e conhecimento tradicional associado a cultura e realizar uma avaliação agronômica do germoplasma de feijão–fava oriundo dessas localidades. O estudo abrangeu três municípios (São Domingos do Maranhão, Várzea Grande e Tianguá), nas quais foram realizadas entrevistas semi-estruturadas diretamente com 19 agricultores. Para o experimento de avaliação agronômica, o mesmo foi instalado em Tianguá – CE. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados, com 4 repetições, em que foram avaliadas sete variedades de feijão-fava (Fava moita – UFPI 990; Fígado de galinha – UFPI 979; Fava branca – UFPI 1112; Fava branca – UFPI 1110; Fava pretinha – UFPI 987; Olho de ovelha – UFPI 994 e Olho de ovelha UFPI 946) coletadas nas visitas dos municípios envolvidos na pesquisa de conservação on farm. Os resultados indicam que os agricultores que plantam tradicionalmente a cultura do feijão-fava, apresenta baixo nível de escolaridade; os agricultores do município  de São Domingos do Maranhão (MA), são os que mais exploram a cultura de forma comercial; os agricultores do município de Tianguá (CE) são os que possuem a mais ampla diversidade de feijão-fava; para o experimento de avaliação agronômica, os resultados mostram que Todas as variedades, exceto a variedade Fava moita, apresentaram produtividade acima de 1000 Kg ha-1. A análise de UPGMA possibilitou a formação de três grupos. O método de Singh indicou que o peso de cem sementes o comprimento da vagem e espessura da vagem foram os que mais contribuíram para a diversidade total entre as variedades avaliadas. 



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423361 - REGINA LUCIA FERREIRA GOMES
Interno - 1342714 - ANGELA CELIS DE ALMEIDA LOPES
Externo ao Programa - 930.516.623-72 - VERÔNICA BRITO DA SILVA - UENF
Externo à Instituição - JARDEL OLIVEIRA SANTOS - UFMA
Notícia cadastrada em: 10/04/2018 14:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 08:09