Notícias

Banca de DEFESA: JOSIMAR SOARES DA SILVA JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSIMAR SOARES DA SILVA JUNIOR
DATA: 08/06/2018
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: DESEMPENHO PRODUTIVO DO FEIJÃO-CAUPI SOB DIFERENTES POPULAÇÕES DE PLANTAS E REGIMES HÍDRICOS
PALAVRAS-CHAVES: Vigna unguiculata (L.) Walp., lâminas de irrigação, eficiência de uso da água.
PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

 

O feijão-caupi é uma leguminosa de grande importância socioeconômica para as regiões Norte e Nordeste do Brasil. Entretanto, ainda necessita de estudos que avaliem seu desempenho produtivo quando cultivado em regime irrigado e sob diferentes densidades de plantas. O presente trabalho teve por objetivo avaliar o desempenho produtivo, os componentes de produção e a eficiência de uso da água do feijão-caupi, cultivar BRS Tumucumaque, sob diferentes densidades de plantas e regimes hídricos. O experimento foi conduzido na área experimental da Embrapa Meio-Norte, localizada no município de Teresina, Piauí, no período de junho a setembro de 2017, em um Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados (DBC), no esquema de parcelas subdivididas com quatro repetições, em que as lâminas de irrigação constituem as parcelas (187,7 mm; 233,5 mm; 263,5 mm e 288,7 mm) e as densidades de plantas, as subparcelas (12; 16; 20 e 24 plantas ha-1). Avaliaram-se o número de vagens por planta (NVP), o número de vagens por metro quadrado (NVPM2), o comprimento de vagem (COMPV), o peso de vagens (PV), a produtividade de grãos secos (PROD) e a eficiência de uso da água (EUA). O componente NVP atingiu um valor máximo de 6,4 vagens planta-1, obtido com a aplicação de uma lâmina de 288,7 mm associada a uma densidade de
12 plantas m-2. O valor máximo de NVPM2 foi de 101,4 vagens m-2, alcançado com uma lâmina de 288,7 mm em conjunto com uma densidade de 19,4 plantas ha-1. O COMPV máximo foi de 20,5 cm, atingido com uma lâmina de 288,7 mm e a densidade de 12 plantas ha-1. O maior PV foi de 939,9 g área útil-1, obtido com a lâmina de 288,7 mm associada a densidade de 18,8 plantas ha-1. A máxima PROD alcançada foi de 1.694,46 kg ha-1, com a aplicação da lâmina de 288,7 mm e a densidade de 20,4 plantas ha-1. E o maior valor de EUA foi de
5,8 kg ha-1 mm-1, que foi obtido com a lâmina de 288,7 mm e a densidades de 19,5 plantas ha-1.

 

 

 

 



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2305613 - ANTONIO AECIO DE CARVALHO BEZERRA
Interno - 1969948 - CARLOS JOSE GONCALVES DE SOUZA LIMA
Presidente - 429.157.593-91 - EDSON ALVES BASTOS - EMBRAPA
Externo ao Programa - 422854 - VALDEMIRO DA PAZ BRITO
Notícia cadastrada em: 08/05/2018 11:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 22/06/2021 08:46