Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULO GOMES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO GOMES DA SILVA
DATA: 13/12/2018
HORA: 14:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: MOSCAS-DAS-FRUTAS (Diptera: Tephritidae) ASSOCIADAS A HOSPEDEIROS SILVESTRES EM MIGUEL ALVES-PI
PALAVRAS-CHAVES: Análise faunística, Flutuação populacional, índices de infestação.
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) são consideradas pragas de maior importância econômica para a fruticultura, ocorrendo em diversos hospedeiros tanto de importância econômica quanto em hospedeiros nativos. Objetivou-se identificar moscas-das-frutas e seus parasitoides em frutíferas nativas no município de Miguel Alves, Piauí, Brasil. Foram realizadas coletas de frutos de Pouteria sp. (maçã-de-capivara), Spondias mombin (cajá), Passiflora sp.(maracujá doce), Averrhoa carambola (carambola), Chysophylluum sp. (quebra bucho) em mata nativas e pomares domésticos no município de Miguel Alves-PI, bem como utilizou-se armadilhas do tipo caça-moscas contendo proteína hidrolisada  a 5%. Foram calculados os índices de infestação e viabilidade pupal das moscas-das-frutas, bem como todas as espécies foram identificadas e realizou-se a análise faunística, onde foram calculados frequência, dominância, constância e abundância. Os maiores picos populacionais de tefritídeos estão relacionados com a disponibilidade de frutos. Durante 52 semanas foram realizadas 26 coletas, onde foram coletados um total de 885 frutos (8,3 kg), adquirindo-se 4059 pupários dos quais emergiram 1177 moscas-das-frutas, todas pertencente ao gênero Anastrepha, sendo 647 machos e 530 fêmeas das espécies. As espécies coletadas foram A. flavipennis (387); A. obliqua (177); A. sororcula (42); A. serpentina (38) e A. dissimilis (01).  Nas armadilhas foram capturados 712 espécimes, sendo todas Anastrepha; onde foram 310 machos e 402 fêmeas. As espécies coletadas em armadilhas foram A. flavipennis (377); A. obliqua (41); A. sororcula (20) e A. serpentina (04). Este é o primeiro relato de Pouteria sp. como hospedeiro de A. flavipennis. Bem como, A. flavipennis é mais frequente, dominante, constante e muito abundante na região estudada. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Interno - 043.286.014-23 - SOLANGE MARIA DE FRANCA - UFPI
Externo à Instituição - ALMERINDA AMÉLIA RODRIGUES ARAÚJO - SEDUC-PI
Notícia cadastrada em: 05/12/2018 08:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 22/06/2021 07:24