Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULO GOMES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO GOMES DA SILVA
DATA: 12/03/2019
HORA: 14:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CCA/UFPI
TÍTULO: MOSCAS-DAS-FRUTAS (Diptera: Tephritidae) ASSOCIADAS A HOSPEDEIROS SILVESTRES EM MIGUEL ALVES-PI
PALAVRAS-CHAVES: Análise faunística, Anastrepha flavipennis, tefritídeos, parasitoides.
PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) são consideradas uma das pragas de maior importância para a fruticultura mundial, ocorrendo em diversos hospedeiros tanto de importância econômica quanto em hospedeiros nativos. Objetivou-se realizar um levantamento das espécies de moscas-das-frutas e seus parasitoides em frutíferas nativas, bem como caracterizar a comunidade de moscas-das-frutas através da análise faunística e a sazonalidade das espécies quanto a flutuação populacional. Foram realizadas coletas de frutos maduros de maçã-de-capivara Pouteria sp.1 Sapotaceae), cajá S. mombin (Anacardiecea), quebra-bucho Pouteria sp.2 (Sapotaceae), maracujá-do-mato Passiflora setácea DC., (Passifloraceae), carambola Averrhoa carambola L. Oxalidaceae ) e limão-doce Citrus limetta  (Rutacea)  em mata nativa e pomares domésticos, e capturas por meio de armadilhas do tipo caça-moscas contendo proteína hidrolisada a 5%, no assentamento Designo, município de Miguel Alves, Piauí. Foram calculados os índices de infestação e viabilidade pupal das moscas-das-frutas, bem como a análise faunística, em que foram calculadas frequência, dominância, constância e abundância. Foi coletado um total de 13,9 kg frutos (1287), de onde se obtiveram 8984 pupários, com emergência de 3330 adultos de moscas-das-frutas (1728 machos) e (1602 fêmeas) distribuídas nas seguintes espécies e seus respectivos hospedeiros: sendo 387 espécimes de A. flavipennis (Pouteria sp.1), quatro de A. obliqua (A. carambola), 177 de A. obliqua (S. mombin), 38 de A. serpentina (Pouteria sp.2), sete de A. serpentina em C. limetta; 01 A. dissimilis em P. setácea e 42 de A. sororcula (S. mombin). Foram obtidos 1294 parasitoides pertencentes às espécies Doryctobracon areolatus e Opius bellus (Braconidae). Em armadilhas, foram realizadas 27 coletas nas quais foram capturados 2255 espécimes (789 machos) e (1466 fêmeas) pertencentes a cinco espécies (A. flavipennis, A. obliqua, A. sororcula, A. serpentina e A. zenildae). A análise faunística caracterizou A. flavipennis, como dominante (D) e, A. obliqua, A. sororcula, A. serpentina e A. zenildae foram consideras não dominantes (ND) e ainda, todas essas espécies foram consideradas muito abundantes (Ma). Anastrepha flavipennis foi a mais expressiva nas coletas por armadilhas ocorrendo durante quase todo o período de avaliação atingindo picos populacionais em janeiro e dezembro de 2018 e janeiro de 2019, maiores picos populacionais de tefritídeos, época com maior disponibilidade do fruto hospedeiro dessa espécie (maçã-de-capivara).


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALMERINDA AMÉLIA RODRIGUES ARAÚJO - SEDUC-PI
Interno - 422661 - LUIZ EVALDO DE MOURA PADUA
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Notícia cadastrada em: 11/03/2019 17:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 08:26