Notícias

Banca de DEFESA: GEANIA DE SOUSA VERA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GEANIA DE SOUSA VERA
DATA: 18/12/2019
HORA: 08:00
LOCAL: AUDITÓRIO CAUPI - EMBRAPA MEIO NORTE / TERESINA - PI
TÍTULO: CRESCIMENTO E MARCHA DE ABSORÇÃO DE NUTRIENTES DO FEIJÃO-CAUPI EM SISTEMA DE CULTIVO CONVENCIONAL E MÍNIMO SOB CONDIÇÕES IRRIGADAS.
PALAVRAS-CHAVES: Vigna unguiculata, exigência nutricional, nutrients, extração, exportação.
PÁGINAS: 167
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O conhecimento da marcha de absorção de nutrientes fornece informações
importantes que podem auxiliar no programa de adubação da cultura, fator
essencial para a qualidade da produção. Nesse contexto, objetivou-se avaliar o
crescimento, absorção, extração e exportação de nutrientes por cultivares de
feijão-caupi em sistema de cultivo convencional e mínimo sob condições
irrigadas. O experimento foi conduzido na área experimental da Embrapa Meio
Norte sob o delineamento experimental em blocos casualizados, e esquema
experimental de parcelas subdivididas, sendo as parcelas os manejos do solo e as
subparcelas os tempos de coleta, com quatro repetições. As cultivares de feijão
caupi implantadas foram: BRS Imponente, BRS Itaim, BRS Novaera e a BRS
Tumucumaque. As avaliações temporais ocorreram aos 28, 35, 49, 56, 63 e 70
DAE, coletando-se quatro plantas na área útil, e avaliadas quanto à altura,
diâmetro caulinar, número de trifólios, área foliar (AF) e índice de área foliar (IAF).
Posteriormente as plantas foram seccionadas em folhas, caule, estruturas
reprodutivas e grãos, em seguida foram lavadas, secas e moídas, e então
submetidas a análise química para a determinação dos teores de N, P, K, Ca, Mg,
S, B, Cu, Fe, Mn e Zn, de porte dos teores determinou-se a absorção, extração,
exportação, índice de colheita dos nutrientes e produtividade grãos. Verificou-se
que as variáveis foram influenciadas pelos sistemas de manejo do solo, havendo
interação significativa entre os sistemas de manejos estudados para a maioria
das variáveis. O cultivo mínimo proporciona maior crescimento vegetativo nas
cultivares, com influência na AF, IAF, altura, diâmetro, número de trifólios e
produtividade de graõs. As maiores taxas de acúmulo de macronutrientes
ocorrem entre os estádios fenológicos R3-R5, com ordem decrescente de absorção
média de K (58,7) > N (49,7) > Ca (22,3) > P (7,7) > S (7,1) > Mg (6,3 kg ha-1) em

cultivo convencional, e em cultivo mínimo K (107,1) > N (86,6) > Ca (32,4) > Mg
(15,0) > P (13,6) > S (9,7 kg ha-1) para as cultivares BRS Imponente, BRS Novaera
e BRS Tumucumaque. A cultivar BRS Itaim com ordem decrescente de K (37,2) >
N (34,9) > Ca (22,1) > P (6,7) > Mg (6,1) > S (4,6 kg ha-1) em cultivo convencional,
e em cultivo mínimo N (79,4) > K (68,7) > Ca (27,7) > P (12,9) > Mg (9,8) > S (6,6
kg ha-1). As fertilizações com N, P, K e S devem receber mais atenção devido aos
maiores índices de colheita, e podem causar uma limitação no rendimento, devido
à disponibilidade inadequada durante o crescimento reprodutivo. As maiores
taxas de absorção de micronutrientes ocorrem entre os estádios fenológicos R2-
R4, sendo absorvido em maiores quantidades em cultivo mínimo, apresentando
variação de acordo com o estádio fenológico. O Cu, Fe e Zn foram os
micronutrientes com maiores índices de colheita. A adubação precisa da cultura
do feijão está condicionada ao sistema de cultivo e ao estádio fenológico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2305613 - ANTONIO AECIO DE CARVALHO BEZERRA
Interno - 304.804.028-50 - HENRIQUE ANTUNES DE SOUZA - EMBRAPA
Externo ao Programa - 300.580.403-82 - MAURISRAEL DE MOURA ROCHA - EMBRAPA
Externo ao Programa - 222.106.523-91 - ROSA MARIA CARDOSO MOTA DE ALCANTARA - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 03/12/2019 16:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 22/06/2021 07:34