Notícias

Banca de DEFESA: SMAIELLO FLORES DA CONCEIÇÃO BORGES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SMAIELLO FLORES DA CONCEIÇÃO BORGES DOS SANTOS
DATA: 30/07/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Modo Remoto. Link: https://meet.google.com/uwt-rbgg-mpo
TÍTULO: DESEMPENHO TÉCNICO DE CULTURAS ANUAIS E FORRAGEIRAS, E FAUNA DO SOLO EM SISTEMAS INTEGRADOS NO LESTE MARANHENSE
PALAVRAS-CHAVES: ILPF; invertebrados do solo; Zea mays; Glycine max.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

 

Os sistemas integrados têm demonstrado ser uma importante alternativa face aos desafios da agricultura moderna e sustentável. Objetivou-se com este estudo, avaliar a fauna edáfica em diferentes sistemas de manejo do solo, e as características químicas, biológicas e produtividade do milho consorciado com forrageiras e da soja em sucessão. Os experimentos foram realizados na Fazenda Barbosa, Brejo, MA. A fauna edáfica foi avaliada em diferentes sistemas: a soja em sistema de plantio direto em 14 anos (SPDSOJA) e 3 anos (SOJAREC); o eucalipto cultivado em renques (RENEUC); soja nos entrerenques de eucalipto (SOJAENTR); e Cerrado nativo (MATA). Coletou-se a fauna, em abril de 2019, utilizando as armadilhas “pitfall”, onde foram colocadas 7 armadilhas e permanecendo por 7 dias. Posteriormente os organismos foram identificados a nível de ordem. Calculou-se o número de indivíduis por armadilha por dia, riqueza total, riqueza média, índice de Shannon e equitabilidade de Pielou; além de análise de atributos biológicos e químicos do solo; foram apresentados testes de medias e realiada análise multivariada. O segundo experimento foi realizado nas safras 2018 e 2019, em delienamento em blocos casualziados, com 4 blocos, testando-se o milho em consorcio com as forrageiras: Massai (Megathyrsus maximus); Zuri (Megathyrsus maximum cv. BRS Zuri); Marandu (Urochloa brizantha); Ruziziensis (Urochloa ruziziensis); e o milho solteiro na safra 2018; na safra 2019 nas mesmas parcelas do milho consoricado e solteiro cultivou-se a soja. Avaliou-se nas duas safras os atributos microbiológicos do solo: carbono e o nitrogênio da biomassa microbiana (N-BMS e C-BMS), respiração basal do solo (RBS) e quociente metabólico (qCO2), na safra 2018 avaliou-se ainda as enzimas desidrogenase e a atividade da diacetato de fluoresceína (FDA), e produtividade da soja e do capim foram mensurados, além da diagnose foliar da soja. Os dados foram analisados por teste de medias. Na avaliação da fauna edáfica foram coletados organismos de 16 grupos   diferentes.   A  MATA   e  RENEUC  apresentaram  as  maiores   quantidades  de ind.arma.dia-1. A maior riqueza foi observada na MATA e na área de SPDSOJA. O maior índice de Shannon verificou-se na SOJAREC e o maior índice de equitabilidade de Pielou, na SOJAENTR. A análise multivariada distinguiu os manejos em três grupos, sendo o RENEUC e SOJAENTR um grupo, a SOJAREC com SPDSOJA outro grupo e o Cerrado como um grupo isolado. No ensaio de consorcio e rotação; o consorcio do milho com zuri apresentaa efeito positivo sobre o N-BMS, desidrogenase, e produção de massa seca da forrageira. O C-BMS foi beneficiada no milho consorciado com as Urochloas (marandu e ruziziensis), onde apresentaram maior produção da soja em sucessão. O milho solteiro apresentou maior valores de RBS, qCO2, maiores teores de K e Cu nas folhas e menor produção da soja em sucessão.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDVALDO SAGRILO - EMBRAPA
Presidente - 304.804.028-50 - HENRIQUE ANTUNES DE SOUZA - EMBRAPA
Externo à Instituição - KHALIL DE MENEZES RODRIGUES - UFMA
Interno - 1552372 - LUIS ALFREDO PINHEIRO LEAL NUNES
Externo à Instituição - LUIZ FERNANDO CARVALHO LEITE - EMBRAPA

Notícia cadastrada em: 08/07/2020 10:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 03/08/2020 18:20