Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCELIA DE CÁSSIA RODRIGUES DE BRITO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCELIA DE CÁSSIA RODRIGUES DE BRITO
DATA: 30/09/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Modo Remoto. Link a ser definido.
TÍTULO: QUALIDADE DO SOLO, GASES DE EFEITO ESTUFA E RENDIMENTO DE CULTURAS GRANÍFERAS E FORRAGEIRAS EM SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO NO CERRADO MARANHENSE
PALAVRAS-CHAVES: Fertilidade do Solo; Conservação do Solo; ILPF
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Os sistemas integrados são reconhecidos por serem sistemas conservacionistas do solo, contudo os ganhos e efeitos benéficos dependem das técnicas adotadas e condições edafoclimáticas. Assim, neste trabalho são propostos duas experimentações, a primeira objetiva avaliar o efeito do consorcio de milho com forrageiras (gramíneas e leguminosas) no cultivo subsequente da soja e milheto, mensurando os efeitos nos atributos biológicos do solo e produtividade das culturas; o segundo estudo objetiva avaliar a emissão de gases de efeito estufa e a qualidade do solo em diferentes manejos em área de sistemas integrados. O primeiro experiment foi desenvolvido na Fazenda Barbosa, Brejo, MA; em 2017 os consórcios implantados foram: milho (Zea mays) com Urochloa ruzizienses; milho com Crotalaria juncea; milho com braquiária e crotalária (M+B+C) e milho solteiro, testemunha; na safra de 2018 e 2019 nas mesmas parcelas foram cultivados a soja e o milheto. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com 6 repetições. As variáveis analisadas foram: carbono e nitrogênio da biomassa microbiana do solo, respiração basal do solo e quociente metabólico do solo, ainda foi mensurada na soja o estado nutricional via diagnose foliar, e o rendimento das culturas (milho, forraageiras, soja e milheto). De posse dos dados realizou-se análise de variância e em função da significância procedeu-se teste médias (Tukey, 5% de probabildiade). O consórcio de milho com braquiária, com ou sem crotalária, incrementou a produtividade de soja em 21% e de milheto em 44% em relação ao milho solteiro, na primeira safra subseqüente. O consórcio de milho com braquiária, com ou sem crotalária, alterou o estado nutricional da soja em sucessão com aumentos dos teores de N, K, Mg e S em relação ao milho solteiro. O consórcio milho com crotalária incrementou os valores de carbono e de nitrogênio da biomassa microbiana e da respiração basal do solo na safra subseqüente, mas não alterou o estado nutricional da soja e a produtividade de soja e milheto. O segundo experimento foi conduzido durante o ano de 2018 na Fazenda Barbosa, Brejo, MA, em quatro áreas de manejo, com quatro repetições. Os manejo foram soja (Glycine max), milho (Zea mays), braquiária (Urochloa ruzizienses) e eucalipto (Eucalyptus grandis). Para determinação de GEE as amostras coletadas foram submetidas a cromatografia gasosa e para determinação dos atributos químicos e físicos do solo foram coletadas amostras de solo na profundidade 0-0,1 m. Foram mensuradas as concentrações de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), amônio (NH4+) e nitrato (NO3-) do solo, carbono orgânico total (COT), umidade do solo (Um), pH, densidade do solo (Ds), porosidade total (PT), espaço poroso preenchido por água (EPPA), temperatura do ar (Tar), temperatura da câmara (Tca) e temperatura do solo (Tso). De posse dos dados foi realizada análise de correlação, e análise multivariada de componentes principais. As emissões de N2O e CO2 no eucalipto correlacionaram-se positivamente com Um e EPPA. A umidade e o espaço poroso preenchido por água são os atributos que mais se relacionaram com as emissões de GEE nos manejos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALINNE DA SILVA - UEMASUL
Externo à Instituição - EDVALDO SAGRILO - EMBRAPA
Externo à Instituição - FRANCINEUMA PONCIANO DE ARRUDA - UESPI
Presidente - 304.804.028-50 - HENRIQUE ANTUNES DE SOUZA - EMBRAPA
Externo à Instituição - KHALIL DE MENEZES RODRIGUES - UFMA
Notícia cadastrada em: 18/09/2020 15:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 14:20