Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO LEONARDO AMORIM SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO LEONARDO AMORIM SILVA
DATA: 27/08/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

 

 

Moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) e seus parasitóides em pomar comercial de goiaba Psidium guajava L. (Myrtaceae) no município de Nazária, Piauí, Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:



Tefritídeos, análise faunística, flutuação populacional, braconídeos, armadilha PET.


PÁGINAS: 96
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Objetivou-se com este trabalho identificar as espécies de moscas-das-frutas sua flutuação  populacional,  correlação com fatores climáticos e seus parasitóides, associadas à cultura da goiaba Psidium guajava L. (Myrtaceae), em um pomar comercial no  município  de  Nazária, Piauí, Brasil.  Foram coletados 15 frutos de goiaba, quinzenalmente, para observação da emergência de adultos de moscas-das-frutas e/ou parasitóides. A flutuação  populacional  foi  estudada  de janeiro a dezembro de 2012,  através  da  captura  de  adultos  de  tefritídeos  em vinte e quatro armadilhas modelos PET, instaladas e dispostas igualmente na área do pomar. Utilizaram-se dois tipos de atrativos alimentares: suco de goiaba concentrado e melaço de cana-de-açúcar a 7%. Estes foram renovados semanalmente por ocasião da coleta dos exemplares de moscas-das-frutas, totalizando 52 coletas. Os frutos colhidos e os adultos de tefritídeos capturados nas armadilhas foram, respectivamente, acondicionados em saco de papel e armazenados em recipiente de vidro com tampa contendo álcool a 70%. Estes foram etiquetados e encaminhados ao Laboratório de Fitossanidade (Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal do Piauí). Os adultos de moscas-das-frutas e de parasitóides emergidos foram triados, sexados, quantificados e identificados em nível de espécie, exceto os exemplares machos pertencentes ao gênero Anastrepha. Dos frutos de goiaba emergiram A. striata, A. obliqua e A. fraterculus. Emergiram os parasitóides Doryctobracon areolatus e Doryctobracon sp., das amostras de goiaba. Em armadilhas tipo PET foram capturados exemplares de cinco espécies de moscas-das-frutas: A. striata, A. oblíqua, A. fraterculus, A. serpentina e A. zenildae. Coletaram-se 26 amostras de frutos, ao todo 208 frutos, 22,250kg e 1.052 pupários, obtendo-se 289 espécimes do gênero Anastrepha e 59 braconídeos. A maior frequência foi de A. fraterculus (Wiedemann) (39,10%). Os maiores índices de infestação de Pupas/frutos ocorreram nos meses de outubro (10,80) e novembro (9,73); e o menor índice ocorreu no mês de julho (0,27). A infestação de Pupas/Kg obteve seu maior índice no mês de novembro (90,40) e o menor no mês de julho (1,91). Observou-se que as maiores taxas do MAD ocorreram nos meses de fevereiro e dezembro de 2012, respectivamente 0,63 e 0,53 (moscas/armadilha/dia). Houve correlação significativa entre a precipitação pluviométrica (mm) e umidade relativa do ar (%) com a flutuação populacional de moscas-das-frutas, mas correlação não significativa  com a temperatura média (°C) observada  nesta  pesquisa. Este foi o primeiro registro de A. striata, A. oblíqua, A. fraterculus, A. serpentina e A. zenildae, em armadilhas tipo PET em pomar comercial de goiabeiras no município de Nazária, Piauí, Brasil. A. striata, A. oblíqua e A. fraterculus associadas a frutos de goiaba no município de Nazária, Piauí, Brasil. Estes são os primeiros registros de Doryctrobacon areolatus no município de Nazária, Piauí, Brasil.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Interno - 1188870 - LUCIA DA SILVA FONTES
Interno - 422661 - LUIZ EVALDO DE MOURA PADUA
Externo à Instituição - JULIANA DO NASCIMENTO BENDINI - UNESP
Notícia cadastrada em: 23/08/2013 09:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/06/2021 14:07