Notícias

Banca de DEFESA: VILTON EMANOEL LOPES DE MOURA E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VILTON EMANOEL LOPES DE MOURA E SILVA
DATA: 27/01/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Departamento de Biofísica e Fisiologia
TÍTULO: EFEITOS DA SUPLEMENTAÇÃO CRÔNICA COM CAPSAICINA COMBINADO AO TREINAMENTO RESISTIDO NO DESEMPENHO FÍSICO, COMPOSIÇÃO CORPORAL, APETITE, RESPOSTA INFLAMATÓRIA E HORMÔNIOS DO TECIDO ADIPOSO EM ADULTOS JOVENS.
PALAVRAS-CHAVES: pré-treino; ergogênico; gordura corporal, hipertrofia.
PÁGINAS: 131
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

A capsaicina é um fitoquímico bioativo encontrado principalmente nas pimentas, o qual é um forte agonista do potencial receptor transitório vanilóide-1 (TRPV1). Apesar de diversos estudos terem demonstrado os benefícios da CAP na redução do peso corporal, os potenciais efeitos ergogênicos, como aumento do desempenho aeróbio e resistido, bem como, redução de gordura corporal, ganhos de massa livre de gordura e respostas inflamatórias, principalmente em humanos, não estão claros na literatura. Neste sentido, o presente trabalho teve como objetivo: 1- Revisar os efeitos da capsaicina na composição corporal (massa de gordura, massa livre de gordura) e desempenho físico de ratos e humanos com e sem exercício e discutir os potenciais mecanismos envolvidos na suplementação da capsaina; 2- Verificar os efeito de 6 e 10 semanas da suplementação com capsaicina combinado ao treinamento resistido no desempenho físico, composição corporal, apetite, respostas inflamatórias e hormônios do tecido adiposo em adultos jovens. A composição corporal e o desempenho foram avaliados pré-treinamento e após 6 e 10 semanas de treinamento resistido. Uma sessão aguda foi realizada pré-treinamento, após 6 e 10 semanas, a qual consistia de 3 séries no leg press e 3 séries no supino horizontal com 70% de 1RM e 90 segundos de intervalo, realizadas até a falha muscular concêntrica. Durante essas sessões foram realizadas coletas sanguíneas para a análise das respostas inflamatórias (IL-6, IL-10, TNFα e receptor de TNFα) após 6 semanas e para as análises de leptina e adiponectina após 10 semanas. A ingestão alimentar foi avaliada no dia da sessão aguda e a escala de percepção subjetiva de fome foi aplicada (Jejum, pós-café da manhã, pré-exercício, imediatamente após o exercício, pós 30 min e pós 1 hora). Após 6 semanas de suplementação, houve aumento da massa livre de gordura e diminuição da razão IL-6/IL-10 e aumento no receptor solúvel de TNFα apenas para o grupo CAP. Houve uma correlação significativa entre ∆% de IL-10 e ∆% de ganho de massa livre de gordura (r = 0,57, p = 0,011). Em relação a 10 semanas de suplementação, houve aumento significativo da massa corporal (p <0,001), massa livre de gordura (p <0,001) e força máxima aos 45 leg press (p <0,001) e supino (p <0,001) nos dois grupos após o treinamento, no entanto, sem diferença entre os tratamentos. Para classificações subjetivas da fome, ingestão de energia, concentração de leptina e adiponectina, não houve efeito significativo da capsaicina, mas houve uma correlação negativa, forte e significativa entre as alterações relativas da massa livre de gordura e as concentrações de leptina após 10 semanas de intervenção apenas no grupo capsaicina (rho = -0,66, p = 0,026), mas não para o placebo (rho = 0,16, p = 0,651). Pode-se concluir que, 6 semanas de suplementação de CAP combinada com treinamento resistido aumentaram a massa livre de gordura e promoveram uma menor resposta inflamatória pós-exercício e 10 semanas de treinamento resistido aumentaram a massa livre de gordura e a força muscular em homens saudáveis e sem treinamento, sem efeitos adicionais de Capsaicina. Além disso, os ganhos de massa livre de gordura parecem induzir uma diminuição na concentração de leptina.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDUARDO ZAPATERRA CAMPOS - UFPE
Presidente - 2402109 - FABRICIO EDUARDO ROSSI
Interno - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Interno - 1167746 - REGILDA SARAIVA DOS REIS MOREIRA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 17/01/2020 09:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 19:35