Notícias

Banca de DEFESA: ISABEL OLIVEIRA AIRES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISABEL OLIVEIRA AIRES
DATA: 23/05/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: ASSOCIAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS DE RETINOL, COBRE E ZINCO E A RECUPERAÇÃO CLÍNICA E NUTRICIONAL EM INDIVÍDUOS COM LEISHMANIOSE VISCERAL
PALAVRAS-CHAVES: Cobre. Estado nutricional. Leishmaniose visceral. Retinol. Zinco.
PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A leishmaniose visceral (LV) é uma doença causada por parasitas do gênero Leishmania, que faz parte de um conjunto de doenças provocadas por picadas de flebotomínteos, que causam diversas formas da doença, sendo a LV a forma mais grave associada à síndrome inflamatória sistêmica. Alguns estudos apontam micronutrientes como zinco (Zn), cobre (Cu), vitamina A (retinol) e a relação Cu/Zn como marcadores da progressão da LV. OBJETIVO: Associar os níveis de retinol, Cu e Zn antes do tratamento com a recuperação clínica e nutricional de indivíduos acometidos por LV. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo prospectivo de coorte fechada com 61 adultos de ambos os sexos acima de 19 anos admitidos no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela com sintomas sugestivos de calazar e com diagnóstico laboratorial. Todos os participantes foram submetidos à anamnese e ao exame físico, de acordo com um questionário estruturado. Para avaliação nutricional, foram aferidos peso e altura para classificação do índice de massa corpórea (IMC), dobras cutâneas tricipital e subscapular e circunferência do braço. Calculou-se a área muscular do braço, área adiposa do braço e circunferência muscular do braço. Foram determinados os parâmetros bioquímicos de Cu, Zn e retinol e a mensuração da relação Cu/Zn na admissão e após 30 dias de tratamento. A análise estatística foi realizada pelo programa Stata/IC. RESULTADOS: Em média, os participantes tinham 38,38 anos de idade e 81,97% deles eram homens. A coinfecção pelo HIV estava presente em 30,61% dos indivíduos. O tempo médio de duração dos sintomas foi de 60,93 dias e as manifestações clínicas mais frequentes foram febre, palidez, apatia e inapetência. As alterações laboratoriais mais observadas foram anemia, leucopenia e hipoalbuminemia. Os participantes apresentaram uma perda de peso relevante portanto, a maioria ainda estava eutrófica. Após 30 dias do início do tratamento, foi possível observar um aumento significativo nos níveis de Zn e retinol, ao passo que o Cu, a relação Cu/Zn e a proteína C-reativa reduziram. Foi observada uma correlação do Zn com o tamanho do baço, sugerindo um potencial papel do Zn na esplenomegalia. CONCLUSÃO: Foi observada uma perda de peso significativa associada a circunferência do braço, evidenciando perda de gordura e massa muscular. Foram observados baixos níveis de vitamina A e Zn na admissão, que foram recuperados após um mês de tratamento. O Zn e Cu correlacionaram-se negativamente, ao passo que a relação Cu/Zn reduziu significativamente durante o acompanhamento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1794569 - ADRIANA DE AZEVEDO PAIVA
Presidente - 571048 - DORCAS LAMOUNIER COSTA
Externo ao Programa - 3525707 - DÉBORA CAVALCANTE BRAZ
Externo à Instituição - Gilberto Simeone Henriques - UFMG
Notícia cadastrada em: 11/05/2022 16:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/06/2024 18:52