Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELANNE NUNES DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELANNE NUNES DOS SANTOS
DATA: 13/05/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: BIOPOLIMERO DA CASCA DO MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis flavicarpa): EXTRAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E ATIVIDADE BIOLOGICA PARA FORMULAÇÕES FARMACÊUTICAS E ALIMENTÍCIAS
PALAVRAS-CHAVES: Polissacarídeos; Pectinas; Atividade Antioxidante; Ação Antimicrobiana; Teste de Materiais Biocompatíveis.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Os biopolímeros existentes na natureza podem ser classificados como ácidos
nucleicos, proteínas e polissacarídeos. Os polissacarídeos apresentam uma
ampla aplicabilidade devido às suas propriedades intrínsecas, como a de
possuir baixa toxicidade; potente atividade biológica (efeitos antioxidantes,
antitumorais, antidiabéticos e imunomodulador) e propriedades tecnológicas
(agente gelificante, estabilizante, espessante e desintegrador), características
que estimulam sua utilização pela indústria farmacêutica, cosmética e
alimentícia. Dentre os polissacarídeos naturais destaca-se a pectina, a qual é
encontrada de forma abundante na parede de células vegetais em
desenvolvimento e, em especial, nos resíduos industriais (coprodutos) do
processamento de frutos, como o fruto do maracujá, sendo este polissacarídeo
o principal composto de sua casca. Assim, este trabalho objetivou extrair e
caracterizar físico-química e biologicamente o biopolímero extraído do resíduo
de maracujá (Passiflora edulis) (PolRMar) como fonte de pectina, com o intuito
de fornecer subsídios para aplicações na indústria farmacêutica e alimentícia.
Neste estudo investigou-se a morfologia, estrutura, carga química, análise
térmica e composição de açucares), propriedades funcionais e atividade
biológica (função antioxidante e citotoxicidade), além de possíveis formulações.
O PolRMar mostrou ser um heteropolissacarídeo, com maior quantidade de
ácidos galacturônicos (56,6%) e condutividade elétrica de 359,7 ± 20,4 µS.cm-
1. Os resultados sugerem que o PolRMar apresenta características similares a
da pectina extraída por outras metodologias mais complexas e de maior custo,
com alto grau de esterificação (HMP - 58%), termoestabilidade de 200°C,
característica semicristalina e de estrutura morfológica predominantemente
porosa. O resultado do potencial zeta foi de -32,4mV, confirmando a
estabilidade da dispersão coloidal do PolRMar. Os dados de propriedades
funcionais apresentaram 100% de capacidade de emulsão, estabilidade e
solubilidade, além de possuir atividade antioxidante comparável a da
quercetina, e de características texturométricas similares ao do alginato
(firmeza, coesividade e índice de viscosidade). Ainda, o PolRMar apresentou
características de citocompatibilidade e hemocompatibilidade. O biopolímero
mostrou potencial para desenvolver hidrogéis, biofilmes e formulações em pó.
Devido ao apelo por tecnologias eco-friendly e das qualidades tecnológicas
apresentadas, o PolRMar torna-se uma alternativa promissora para o
desenvolvimento de novos produtos com aplicação na área farmacêutica e
alimentícia


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALESSANDRA BRAGA RIBEIRO - UCP
Externo ao Programa - 1343348 - EILIKA ANDREIA FEITOSA VASCONCELOS
Presidente - 1654493 - MARCIA DOS SANTOS RIZZO
Externo ao Programa - 2199134 - MARCILIA PINHEIRO DA COSTA
Notícia cadastrada em: 13/05/2022 09:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/06/2024 17:30