Notícias

Banca de DEFESA: LARISSA KELLY DE ARAÚJO CARDOSO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA KELLY DE ARAÚJO CARDOSO
DATA: 18/12/2023
HORA: 14:00
LOCAL: DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA E FISIOLOGIA- Rua Dirce Oliveira,1521- UFPI- Ininga
TÍTULO: Efeitos crônicos do treinamento resistido realizado pelo corpo inteiro e fracionado no apetite, ingestão alimentar, perfil lipídico corporal e composição de adultos jovens: um estudo clínico randomizado.
PALAVRAS-CHAVES: fome, saciedade, treinamento de força;
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

O exercício físico é amplamente recomendado para aumentar o gasto energético, entretanto, quando realizado de maneira crônica poderia aumentar o apetite e a ingestão alimentar, prejudicando assim a perda de gordura. Entretanto, ainda é incipiente qual tipo de exercício é "o melhor" para otimizar seus efeitos no impulso anorexígeno, suprimindo a ingestão de energia e o apetite. Sendo assim, o objetivo inicial desse estudo foi revisar sistematicamente e identificar os efeitos agudos e crônicos do treinamento resistido (TR) no apetite e ingestão alimentar. A revisão sistemática demonstrou um total de 17 estudos agudos, sendo seis examinando TR isolado, enquanto os demais focaram na intensidade do TR, volume, grupos-alvo musculares ou comparação com treino aeróbio (TA) e treinamento combinado. Nove estudos crônicos foram identificados, sendo três investigando TR isolado vs controle e o restante manipulou volume de TR, tipos de TR ou comparação com TA e TC. Portanto, o TR não parece estimular mecanismos compensatórios; no entanto, não há evidências claras sobre a influência de diferentes modelos de TR na modulação do apetite e ingestão alimentar e futuros estudos devem ser conduzidos. Neste sentido, o segundo objetivo foi conduzir um estudo clínico randomizado e controlado, no sentido de comparar os efeitos crônicos (8 semanas) de dois modelos de TR, sendo realizado pelo corpo inteiro em uma mesma sessão de treino (TRCI) em relação ao realizado de forma fracionada (membros superiores e inferiores em dias alternados) (TRFR) sobre o apetite, ingestão alimentar, perfil lipídico, modulação autonômica, composição corporal (massa livre de gordura e massa gorda) em homens não treinados, bem como verificou o potencial envolvimento da massa livre de gordura e modulação autonômica sobre essas respostas. A fome de jejum autorreferida aumentou em ambos os grupos após a intervenção (p=0,010), enquanto a saciedade em jejum autorreferida diminuiu (p=0,001), assim como a ingestão de carboidratos (p=0,011) e triacilgliceróis (p=0,046). Houve correlação positiva e significante entre o ganho de massa livre de gordura e a saciedade apenas no grupo TRCI (r= 0,49, p=0,028). Com isso, pode-se concluir tanto o TR realizado pelo corpo inteiro, como fracionado aumentaram a fome e diminui a saciedade, porém, a ingestão de energia e a massa gorda não se alteraram após oito semanas de treinamento. Por fim, houve relação entre massa livre de gordura e saciedade no grupo somente TRCI, porém, não houve relação com as alterações no sistema nervoso autônomo.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1774888 - DIONIS DE CASTRO DUTRA MACHADO
Presidente - 2402109 - FABRICIO EDUARDO ROSSI
Externo ao Programa - 2339084 - JOAO PAULO JACOB SABINO
Externo ao Programa - 3295580 - PAULA ALVES MONTEIRO PARMEZZANI
Notícia cadastrada em: 16/11/2023 13:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 19:05