Notícias

Banca de DEFESA: RIVALDO LIRA FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RIVALDO LIRA FILHO
DATA: 21/08/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala do Conselho Departamental, no Centro de Ciências da Saúde - CCS
TÍTULO:

Um Estudo sobre Detecção de Desvios: Aplicação em banco de dados do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica – PMAQ – BRASIL



PALAVRAS-CHAVES:

Descoberta de Conhecimento em Banco de Dados; Mineração de Banco de Dados; PMAQ; Desvios;

 


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Enfermagem de Saúde Pública
RESUMO:

Referencial Teórico: O PMAQ deve ser utilizado como um instrumento que possa retratar a realidade da saúde no Brasil. Dessa forma espera-se que este instrumento de pesquisa, possa descrever a realidade da saúde, possa mostrar dados importantes para sua melhoria e que possa dar um diagnóstico preciso sobre a situação do setor no Brasil. A técnica de DCBD/Mineração pode ser utilizada para melhorar o conteúdo das informações colhidas no PMAQ, pois como outros instrumentos de coleta de dados o mesmo pode apresentar inconsistências nas suas informações. O conhecimento tem sido reconhecido como um dos mais importantes recursos de uma organização, tornando possíveis ações inteligentes nos planos organizacional e individual, induzindo a inovações e capacidade de continuamente criar produtos e serviços excelentes em termos de complexidade, flexibilidade e criatividade. O processo de gestão do conhecimento abrange toda a forma de gerar, armazenar, distribuir e utilizar o conhecimento, tornando necessária a utilização de tecnologias de informação para facilitar o processo, devido ao grande aumento no volume de dados.

Justificativa: O presente estudo justificou-se pela necessidade de analisar o banco de dados do PMAQ Brasil o que permitiu a produção de informações qualitativas e quantitativas resultantes desta pesquisa. Os testes realizados na base de dados do PMAQ utilizam-se de conceitos de seleção e preparação de dados e técnicas de mineração (data mining), apresentadas em diversas propostas na bibliografia estudada. Este trabalho descreveu todas as etapas desenvolvidas para a realização do estudo sobre detecção de desvios em dados da Avaliação externa do Programa de Avaliação da Qualidade da Atenção Básica.

Objetivo: O objetivo principal deste trabalho é analisar algumas técnicas de detecção de desvios e aplicá-las em dados da Avaliação Externa o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB).

Metodologia: A metodologia aplicada foi satisfatória para a detecção de desvios, pois permitiu a identificação, avaliação e a sistematização do processo desenvolvido. Em alguns momentos da pesquisa foi necessário o retorno às etapas anteriores, pois, baseado nos resultados obtidos era necessário reorganizar os dados e avaliá-los novamente. Os resultados obtidos mostraram que a estrutura do arquivo, a definição do tipo de dado e a forma como está expressa a informação dentro do arquivo, podem dificultar ou auxiliar no processo de detecção de desvios.

Resultados: Os resultados foram satisfatórios de acordo com a metodologia proposta. Foram identificados a necessidade de ampliar as avaliações estatísticas. Pois, nem sempre os dados permitiam uma verificação válida ou ainda não resultavam valores satisfatórios para a pesquisa. Nesta fase foram definidas técnicas estatísticas mais específicas para os desvios encontrados, esses cálculos foram: o cálculo do qui-quadrado para a avaliação bivariada dos registros qualitativos, e o cálculo do teste de razão de verossimilhança para a avaliação bivariada dos registros quantitativos. Os experimentos realizados a partir da metodologia utilizada no trabalho apresentaram resultados interessantes para a pesquisa. As avaliações de determinadas informações agregaram conhecimento ao trabalho realizado.

Considerações Finais: Um trabalho futuro seria identificar e estudar outras técnicas estatísticas para aplicar na detecção de desvios. Existem diversas técnicas e cada uma pode se adequar melhor aos objetivos definidos para a pesquisa realizada. Também poderia ser feito um estudo mais aprofundado sobre a detecção de desvios como um dos objetivos a serem alcançados na aplicação de outra técnica de mineração como associação, classificação entre outras. Com relação ao banco de dados, a técnica permitiu encontrar os desvios, algumas variáveis precisam de avaliações mais aprofundadas para se corrigir a base de dados, outras podem ser mantidas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423005 - JOSE IVO DOS SANTOS PEDROSA
Externo à Instituição - LENILDO DE MOURA - UFRGS
Externo ao Programa - 1864470 - OSMAR DE OLIVEIRA CARDOSO
Notícia cadastrada em: 14/08/2014 08:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 20:12