Notícias

Banca de DEFESA: DALLIANE NOGUEIRA DE SOUZA LIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DALLIANE NOGUEIRA DE SOUZA LIRA
DATA: 28/02/2017
HORA: 08:00
LOCAL: sala vídeo-conferência/CPCE/UFPI
TÍTULO: Crescimento inicial de cana-de-açúcar e acúmulo de nutrientes, sob aplicação de bactérias diazotróficas
PALAVRAS-CHAVES: Produto tecnológico, fixação biológica de nitrogênio, bactérias promotoras de crescimento, Saccharum spp.
PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
ESPECIALIDADE: Microbiologia e Bioquímica do Solo
RESUMO:

A cultura da cana-de-açúcar constitui uma das primeiras atividades de importância econômica no Brasil, compõe o mais antigo setor agroindustrial do País e ocupa uma posição de destaque na economia nacional. Dentre as várias formas de incrementar a produção vegetal, destaca-se o suprimento de fertilizantes minerais, sendo o nitrogênio um dos elementos mais importante para a obtenção de alta produtividade.  Desta forma, este trabalho teve por objetivo geral avaliar a eficiência e o acúmulo de nutrientes em cada compartimento da cana-de-açúcar proporcionados por inoculantes microbianos contendo bactérias diazotróficas previamente selecionadas, inoculadas em consórcio e de forma individualizada com a utilização de minitoletes com uma gema. O experimento foi conduzido em casa de vegetação na Universidade Federal do Piauí (UFPI), Campus Professora Cinobelina Elvas, em Bom Jesus – PI, utilizando recipientes plásticos de 18 Kg de solo. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em arranjo fatorial (2 x 8) com quatro repetições, sendo duas variedades (Co 1341-76 e RB 867515) distribuídas em plantas inoculadas com inoculante completo (mistura das Gluconacetobacter diazotrophicus, Burkholderia tropica, Herbaspirillum seropedicae, Herbaspirillum rubrisubalbicans e Azospirillum amazonense) e plantas inoculadas com cada estirpe de bactéria de forma individualizadas. Dois tratamentos controles, um com adubação nitrogenada mineral de 120 Kg de N ha-1 e outro sem adubação nitrogenada mineral e sem inoculação. No experimento foram observados efeitos positivos quanto a inoculação individual de bactérias associativas. Os resultados demonstram a viabilidade da tecnologia para a cana-de-açúcar e principalmente ganhos ambientais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1741169 - ADRIANA MIRANDA DE SANTANA ARAUCO
Interno - 2100352 - CACIO LUIZ BOECHAT
Externo ao Programa - 2058762 - ARTENISA CERQUEIRA RODRIGUES
Externo ao Programa - 2999626 - DANIELA VIEIRA CHAVES
Notícia cadastrada em: 20/02/2017 09:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/07/2024 22:02