Notícias

Banca de DEFESA: ELIABE BARROS DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIABE BARROS DE OLIVEIRA
DATA: 29/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de reunião da Diretoria do CPCE/UFPI-Bom Jesus-PI
TÍTULO: ELEMENTOS TERRAS RARAS EM SOLOS DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA REPRESENTATIVA DO BIOMA CERRADO, SUL DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Elementos traços, geoquímica de ETRs, lantanídeos e rio Gurguéia
PÁGINAS: 34
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
ESPECIALIDADE: Manejo e Conservação do Solo
RESUMO:

Os elementos terras raras (ETRs) constituem um grupo formado por 15 elementos da série dos lantanídeos (lantânio ao lutécio). Baseado no número atômico, estes elementos são frequentemente divididos em dois grupos: elementos terras raras leves (ETRLs; La à Eu) e elementos terras raras pesados (ETRPs; Gd à Lu). Apesar da nomenclatura “raros”, parte destes elementos são abundantes nos compartimentos pedológicos e geológicos, a exemplo do Cério - 25° elemento mais abundante da crosta terrestre. Como são amplamente utilizados na produção tecnológica e industrial, o destino incorreto desses produtos, pode incorrer em diversos problemas ambientais. A bacia hidrográfica do rio Gurguéia representa 19% do estado do Piauí e está inserida dentro de uma das últimas fronteiras agrícola do país. Dessa forma, o uso intensivo de máquinas e insumos agrícolas, pode provocar o aumento da concentração de ETRs no solo, tornando-se um problema ambiental. O trabalho teve como objetivo determinar a concentração natural e estabelecer os valores de referência de qualidade de ETRs em solos originados de diferentes materiais de origem da bacia hidrográfica do rio Gurguéia, assim como avaliar a associação geoquímica entre os ETRs e os elementos maiores.  Foram coletadas 55 amostras compostas de solo na profundidade de 0 a 20 cm, em áreas com pouca ou nenhuma ação antrópica. A digestão das amostras foi realizada de acordo com a metodologia proposta pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA 3051A). As concentrações de ETRs foram determinadas por Espectroscopia de emissão Óptica. Os elementos maiores foram determinados por espectrometria de fluorescência de raios X.  A concentração média de ETRs em solos da bacia hidrográfica do rio Gurguéia seguiu a seguinte ordem (mg kg-1):  Ce > Nd > La > Pr > Sm > Gd > Dy > Er > Yb > Tb > Eu > Lu > Ho > Tm. Os baixos teores de ETRs estão relacionados ao predomínio de solos originados de arenitos que, geralmente, apresentam baixas concentrações desses elementos. Os ETRs leves e pesados representam 91 e 9% do total dos elementos terras raras, respectivamente, sendo a maior parte dos ETRs leves constituído pelo Ce (47%). Em geral, os baixos teores de ETRs em solos, em consequência do predomínio de textura arenosa, explicam o baixo fracionamento observado entre ETRs leves e pesados, assim como as ausências de anomalias de Cério e Európio.  Baseado no percentil 75, Os VRQs para ETRs apresentaram a seguinte ordem (mg kg-1): Ce (3,31) > La (10,94) > Nd (9,48) > Pr (4,32) > Sm (1,87) > Gd (1,520 > Dy (0,69) > Er (0,43) > Yb (0,19) > Tb (0,14) > Lu (0,18) > Ho (0,06). Esses resultados servirão de referência para o monitoramento da qualidade dos solos da região, devido principalmente à acelerada expansão do cultivo agrícola.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2232167 - YURI JACQUES AGRA BEZERRA DA SILVA
Interno - 2100352 - CACIO LUIZ BOECHAT
Interno - 1081793 - RONNY SOBREIRA BARBOSA
Externo à Instituição - YGOR JACQUES AGRA BEZERRA DA SILVA - UFRPE
Notícia cadastrada em: 21/03/2018 14:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 06/12/2023 11:31