Notícias

Banca de DEFESA: DIANE CRISTINA STEFANOSKI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DIANE CRISTINA STEFANOSKI
DATA: 20/02/2014
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CPCE
TÍTULO:

CRITÉRIOS PARA ESCOLHA DE PARÂMETROS DO ÍNDICE DE QUALIDADE DO SOLO: O CASO DO CERRADO PIAUIENSE


PALAVRAS-CHAVES:

Modelo aditivo, seleção de indicadores, uso do solo


PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
ESPECIALIDADE: Manejo e Conservação do Solo
RESUMO:

Em razão da busca de práticas de manejo do solo que favoreçam a sustentabilidade dos agroecossistemas, a qualidade do solo tem recebido interesse crescente nas últimas duas décadas. Dentre os modelos para cálculo de índice de qualidade do solo (IQS), o modelo aditivo é o mais adotado mundialmente. Porém, a seleção dos parâmetros que serão utilizados para geração do IQS pelo modelo aditivo ainda é uma etapa indefinida, sendo utilizados diversos procedimentos, o que dificulta a comparação da qualidade do solo de diferentes regiões. Objetivou-se com o presente trabalho gerar e avaliar índices de qualidade, para solos do Cerrado piauiense, obtidos por diferentes procedimentos de seleção de parâmetros para geração do IQS. Foram utilizados três critérios de seleção de dados com parâmetros físicos, químicos e biológicos do solo: “dados gerais”, pautada em opinião especializada e composta por 36 indicadores de qualidade; conjunto de dados obtido após revisão de literatura, baseado na maior frequência de citação e contendo 16 parâmetros; e conjunto de 20 parâmetros obtidos após análise de componentes principais. Assim, com as três matrizes de dados geraram-se índices de qualidade do solo utilizando o modelo aditivo. Os índices de qualidade do solo a partir dos dados obtidos pelos diferentes procedimentos foram gerados para os dois sistemas de uso do solo predominantes no Cerrado piauiense (plantio direto e preparo convencional), além de vegetação natural de Cerrado. Os dados foram submetidos a análise de variância e as médias comparadas pelos teste de Tukey (p<0,05). Posteriormente, empregou-se a análise de regressão stepwise para gerar modelos próprios de índice. A análise conjunta de todos os índices de qualidade do solo gerados aponta que há diferença estatística apenas entre a área nativa e os sistemas de manejo do solo; com a análise de cada conjunto de dados, apenas o conjunto de dados “seleção na literatura científica” confirmou este resultado; além disso, não houve diferença entre os índices gerados pelas distintas metodologias adotadas. A análise de regressão encontrou como modelo para elaborar índice de qualidade do solo (IQS) em sistemas agrícolas no Cerrado piauiense a equação: IQS = 0,318676736732779+5,09826239577475E-02*t, onde “t” representa a CTC efetiva. Assim, conclui-se que os índices de qualidade, independentemente da seleção de dados, foram sensíveis para detectar a diminuição da qualidade do solo pelo uso agrícola no Cerrado piauiense; as diferentes metodologias geraram índices de qualidade do solo semelhantes; a seleção dos atributos pela literatura científica representa alternativa na avaliação da qualidade do solo; e após a validação do modelo, os índices de qualidade do solo para o Cerrado piauiense podem ser obtidos pelos valores de CTC efetiva em sistemas agrícolas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 029.754.447-02 - CÍCERO CÉLIO DE FIGUEIREDO - UFG
Presidente - 1783815 - GLENIO GUIMARAES SANTOS
Interno - 1514031 - JULIO CESAR AZEVEDO NOBREGA
Interno - 861.160.701-59 - ROBÉLIO LEANDRO MARCHÃO - UFG
Notícia cadastrada em: 05/02/2014 16:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 12/07/2024 13:23