Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCA NATALIA ALVES PINHEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA NATALIA ALVES PINHEIRO
DATA: 17/09/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Ambiente virtual - google meet
TÍTULO: REFLEXOS DA PANDEMIA PELA COVID-19 NA (IN)SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL E NA DISPONIBILIDADE DE ALIMENTOS NO BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Segurança Alimentar e Nutricional. Covid-19. Pandemias. Estratégia Saúde da Família
PÁGINAS: 37
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Saúde Pública
RESUMO:

No Brasil, Segurança Alimentar é definida como acesso regular e permanente de todos a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras de saúde, que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis. A crise sanitária gerada pela pandemia da COVID-19 intensificou o cenário de insegurança alimentar e a disponibilidade de alimentos saudáveis na mesa dos brasileiros. Sabe-se que as consequências da fome e da diminuição da disponibilidade de alimentos em quantidade e qualidade nutricional poderão ser vivenciadas a curto e longo prazo, principalmente em crianças, se refletindo em desnutrição, déficit cognitivo, diminuição do rendimento escolar, maior vulnerabilidade a doenças infecciosas, inclusive a COVID-19, além de obesidade e outras doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho é conhecer os impactos da pandemia pela COVID-19 na (in)segurança alimentar e nutricional e na disponibilidade de alimentos no Brasil. Trata-se de um websurvey, de abrangência nacional, realizado por meio de formulário online, disponibilizado através de redes sociais, e-mail, aplicativos de comunicação, com questões sobre aspectos sociodemográficos, econômicos, ocupacionais, clínicos e nutricionais. A coleta de dados será realizada no período de novembro de 2021 a janeiro de 2022. A população será constituída pela população brasileira, com idade a partir de 18 anos, que residam no Brasil. Para avaliação da situação de (in)segurança alimentar será utilizada a Escala Brasileira de Segurança Alimentar e Nutricional e o questionário de disponibilidade de alimentos. As variáveis sobre condições nutricionais serão: peso e altura referidos; mudança na rotina alimentar após a pandemia; ganho ou perda considerável de peso nos últimos 6 meses. Serão realizadas análises univariadas, por meio de estatísticas descritivas simples. O teste de Kolmogorov-Smirnov será aplicado nas variáveis numéricas contínuas para verificação do pressuposto de normalidade. Na estatística inferencial, para observar a diferença entre as médias entre grupos categorizados em variáveis qualitativas, aplicar-se-ão os testes T Student ou Mann-Whitney e o Anova ou Kruskal-Wallis. O teste bivariado de associação entre as variáveis qualitativas será a Regressão Logística Simples, referido aqui como odds não-ajustado. Será realizada a modelagem múltipla com as variáveis que apresentaram p<0,10 na análise bivariada. Para o estudo das associações entre as variáveis quantitativas, será utilizado coeficiente de correlação de Pearson ou Spearman. Para as demais análises realizadas, será adotado o nível de significância de 0,05. O estudo obedecerá a todas as diretrizes da Resolução nº 466/12, do Conselho Nacional de Saúde.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2340544 - EMIDIO MARQUES DE MATOS NETO
Interno - 2073270 - FERNANDO JOSÉ GUEDES DA SILVA JÚNIOR
Externo à Instituição - MARIZE MELO DOS SANTOS - UFPI
Notícia cadastrada em: 23/08/2021 17:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 13/06/2024 13:09