Notícias

Banca de DEFESA: JANIEL SERGIO DE SOUSA GUEDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANIEL SERGIO DE SOUSA GUEDES
DATA: 22/11/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Física
TÍTULO: A física forense e o processo ensino e aprendizagem de mecânica no ensino médio utilizando o jo-go educacional “trilha do crime” como recurso didático
PALAVRAS-CHAVES: Jogo Educacional. Trilha do Crime. Física Forense. Interação Lúdica Significativa.
PÁGINAS: 141
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Física
RESUMO:

O Ensino de Física com enfoque em atividades investigativas associadas a jogos educacionais vem ganhando destaque entre as práticas pedagógicas docentes, principalmente pelo fato de despertar no aluno uma aprendizagem prazerosa, participativa e lúdica, conforme sugerem os Parâmetros Curriculares Nacionais. O jogo educacional “Trilha do Crime”, objeto de pesquisa deste trabalho, associa aspectos da Física Forense ao conteúdo Mecânica estudado no 1º ano do Ensino Médio, com o objetivo de propor um ambiente de ensino que possibilite a participação direta e ativa do aluno no processo ensino aprendizagem. Fundamentam este trabalho, alem da ABRP (Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas), a teoria do interacionismo social de Vygotsky, que considera a interação social instrumento essencial no desenvolvimento do conhecimento. De posse do método ABRP e da teoria de Vygotsky conseguimos definir e entender a importância da Interação Lúdica Significativa durante a aplicação do jogo. A pesquisa desenvolvida, vislumbrou a construção do jogo educacional e sua aplicação com o objetivo de verificar se essa ferramenta pedagógica desperta no educando o interesse pela Física e consequentemente uma melhora na aprendizagem do conteúdo Mecânica. O jogo educacional proposto foi desenvolvido e aplicado em uma turma do 1º ano do Ensino Médio no Instituto Federal do Maranhão e proporcionou no educando um ambiente prazeroso, possibilitando, inclusive, a construção do conhecimento de forma equilibrada, tendo em vista que a ferramenta pode ser trabalhada de forma competitiva e cooperativa entre eles. O jogo educacional se mostrou ser um instrumento de aprendizagem inovador, principalmente por tratar da “Física Forense”, tema pouco abordado no Ensino de Física, possibilitando ao aluno, uma aprendizagem interdisciplinar e contextualizada do conteúdo Mecânica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1689597 - ANDRE ALVES LINO
Interno - 354.206.503-04 - EDINA MARIA DE SOUSA LUZ - UESPI
Presidente - 423620 - FRANCISCO FERREIRA BARBOSA FILHO
Externo à Instituição - JOSÉ RICARDO RODRIGUES DUARTE - IFPI
Interno - 422854 - VALDEMIRO DA PAZ BRITO
Notícia cadastrada em: 05/11/2019 08:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 09/12/2019 06:57