Notícias

Banca de DEFESA: ARIANY MARIA FARIAS DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARIANY MARIA FARIAS DE SOUZA
DATA: 02/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Vídeo II - CCHL
TÍTULO:

ENTRE PRÁTICAS E RITUAIS: uma experiência do 'dar-receber-retribuir' na Tenda Espírita Umbandista de Santa Bárbara em Teresina - PI


PALAVRAS-CHAVES:

Umbanda; Rituais; Dádiva; Invisibilização Religiosa.


PÁGINAS: 153
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Antropologia
RESUMO:

Esse é um trabalho que procura entender como os sujeitos da Tenda Espírita Umbandista de Santa Bárbara em Teresina – PI significam os rituais e práticas desenvolvidas neste espaço baseados em uma invisibilidade religiosa como marcador de sua identidade social, buscando apreender sentidos produzidos e compartilhados sobre a religiosidade umbandista que é capaz de muitas vezes guiar vidas, trajetórias e imaginários. Portanto, o estudo tem por objetivo compreender e contextualizar os principais rituais desenvolvidos pela tenda e como esta lança mão de práticas do “trabalho social” em consonância com o conceito de “caridade” para exercer uma estratégia de legitimação social em frente a outros terreiros e à comunidade envolvente. É possível ainda entender como as práticas de caridade promovidas pela tenda são interpretadas a partir da perspectiva de dádiva de Marcel Mauss (1974). E por último identificar o que as pessoas buscam na tenda e verificar se as mesmas possuem relação com o que a tenda acredita obter delas. A metodologia desta pesquisa é constituída por um campo etnográfico formado por entrevistados pertencentes a três grupos identificados na tenda: as filhas de santo; os buscadores da religião e os buscadores da caridade. Com o método antropológico da observação participante, (Malinowski, 1978), utilizo os seguintes procedimentos: registro de diário de campo, aplicação de questionário e entrevista semiestruturada, com captação de imagens e gravação de áudio. O referencial teórico é constituído de autores que discutem religiosidades, umbanda, rituais e reciprocidade, como: Durkheim (2003); Turner (2005); Peirano (1990); Geertz (2008); Giumbelli (1995; 1997; 2008); Maggie (1992; 2001); Brown (1985); Birman (1983; 2003); Martins(2005;2008); Caillé (2002). O estudo aponta que os sujeitos dos grupos identificados na tenda compõem sua identidade social à medida que atribuem significados diversos para relação de busca que estabelecem com este espaço religioso. Esta identidade é ainda complementada com as diferentes estratégias utilizadas para exercer uma invisibilização da religiosidade umbandista.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1520279 - FRANCISCA VERONICA CAVALCANTE
Externo à Instituição - ROBERIO AMERICO DO CARMO SOUZA - UNILAB
Presidente - 1725527 - ROBSON ROGERIO CRUZ
Externo ao Programa - 423559 - SOLIMAR OLIVEIRA LIMA

Notícia cadastrada em: 18/06/2015 11:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 04/12/2022 11:29