Notícias

Banca de DEFESA: EMANUEL CALEBE ARAUJO SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMANUEL CALEBE ARAUJO SILVA
DATA: 16/11/2022
HORA: 09:00
LOCAL: PPG em Sociologia
TÍTULO: Experimenta também Jesus”: o mercado religioso no EJC, o Pluralismo e a produção de sentido de jovens encontristas em uma paróquia em Teresina/PI
PALAVRAS-CHAVES: Mercado religioso. Bens de salvação. Igreja Católica. Autonomia. EJC
PÁGINAS: 215
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

Esta pesquisa estuda o mercado religioso no Encontro de Jovens com Cristo (EJC) da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (PNSPS). A leitura feita pela investigação procura ressaltar as construções da autonomia dos jovens católicos deste grupo, em específico, fazendo diálogo com as tradições religiosas. A fundamentação teórica parte da conceituação de espiritualidade, religiosidade e religião. Este último conceito é interpretado a partir do diálogo com autores que compreendem as relações entre a modernidade e a construção de uma religião de salvação (BOURDIEU, 2007; DURKHEIM, 2013). Além disso, a globalização figura como elemento fundamental para o questionamento crítico das religiões, bem como a busca por autonomia da escolha da religiosa (GIDDENS, 1997). O objetivo desta investigação é compreender como o EJC, situado em um mercado de bens de salvação, dá autonomia à vivência da religiosidade diante de uma concorrência religiosa entre vertentes do Catolicismo. Para tanto, fez uma investigação em três eixos. O primeiro eixo, autoetnográfico, refletiu sobre as construções de sentidos do investigador, como membro do grupo estudado, que influenciou nos questionamentos feitos no eixo seguinte. O segundo eixo, grupo focal, reuniu três jovens membros do EJC em que se debateu sobre os conceitos de mercado religioso e inovação. Com isso, os interlocutores expuseram seus pontos de vista com relação às suas sociabilidades. O terceiro eixo, observacional, consistiu na imersão no campo do EJC através da via-sacra realizada pelo grupo e da anotação do diário de campo que permitiu compreender as teias de significados e relações produzidos pelo movimento religioso. Os dados construídos favoreceram à compreensão de que os jovens do EJC provocam flexibilizações nas regras católicas, bem como constroem um mercado consumidor favorável às socialidades tribais (MAFFESOLI, 1998) em que as panelinhas – pequenos grupos que incluem pessoas de mesma identidade e mesmos interesses e se distancia de pessoas não ligadas afetivamente – são formas de agregação adaptadas à organização oficial do EJC. Ou seja, as panelinhas não são ocasionais, mas inclinações construídas pelo próprio grupo a partir do organograma.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1520279 - FRANCISCA VERONICA CAVALCANTE
Presidente - 1167589 - FRANCISCO DE OLIVEIRA BARROS JUNIOR
Interno - 4221710 - MARIA ROSANGELA DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 11/11/2022 16:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 20/07/2024 01:08