Notícias

Banca de DEFESA: CLARISSA LESSA NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLARISSA LESSA NASCIMENTO
DATA: 31/01/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Transmissão on-line, via Google Meet
TÍTULO: Conhecimento local e impacto da coleta na estrutura populacional de Terminalia glabrescens Mart. no nordeste do Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Uso de recursos vegetais; Etnobotânica; Planta lenhosa; Ecologia populacional
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
RESUMO:

A Terminalia glabrescens Mart. é uma árvore nativa amplamente explorada na região Sudeste do Piauí, principalmente devido às suas propriedades medicinais e madeireiras. No entanto, existem poucos estudos que detalhem as práticas de uso e impactos na estrutura da populacional da espécie. Dessa forma, este trabalho teve por objetivo explicar como as formas de uso, partes exploradas e padrões de seleção de T. glabrescens Mart.  podem impactar a estrutura populacional da espécie em uma área de exploração localizada na comunidade rural Ausente, Barão de Grajaú, MA. Pretendendo responder às seguintes perguntas: 1) Para quais finalidades os moradores da comunidade rural usam a T. glabrescens? 2) Os usos indicados variam de acordo com gênero dos informantes? 3) Quais são os padrões de seleção da planta? 4) A estrutura populacional é afetada em função dos padrões de seleção de T. glabrescens? Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, com perguntas relacionado ao perfil sócioeconômico, formas de uso, partes da planta, padrão de seleção. A análise da estrutura populacional da T. glabrescens foi realizada com base em dados da altura e diâmetro coletados nas áreas no entorno da comunidade. Foram demarcadas tres parcelas semipermanentes de 50x50m e todos os indivíduos de T. glabrescens foram identificados nas parcelas, com placas de alumínio e mensurados os seguintes dados: Diâmetro a Altura do Peito (DAP) a 1,30 m do solo e ≥10 e altura visualmente. Foram entrevistadas 86 pessoas na comunidade rural Ausente, foram mencionadas 27 formas de uso distribuídas em seis categorias, das quais foram mais destacadas a categoria medicinal, seguida de tecnológico, construção, combustível, alimentação e forragem. Existe diferença significativa no total de citações de uso entre homens e mulheres, com base nos resultados do demonstrando que os homens fizeram mais citações de formas de uso em comparação com as mulheres. Quanto aos padrões de coleta e seleção de T. glabrescens os participantes informaram uma preferência por troncos de árvores mais altas e com diâmetros maiores, sendo as árvores mais antigas consideradas ideais e versáteis para diversos tipos de usos dentro da comunidade. Foram identificados um total de 34 indivíduos de T. glabrescens nas áreas analisadas na e observou-se muitos indivíduos em estágio intermediário paralelamente constatou-se um número reduzido de indivíduos em estágios na mesma área, o que pode estar correlacionado com uma possível preferência desses indivíduos adultos para a coleta de madeira. esses resultados demonstraram que a população não se adequa a função exponencial negativa, caracterizando uma distribuição que não possui a configuração em formato de "J invertido”. A T. glabrescens é uma árvore amplamente utilizada pelos moradores da comunidade Ausente, atendendo a diversas necessidades como medicinal, construção e combustível. Foi demonstrado que na comunidade de estudo existe um padrão de preferência para coleta de árvores com maiores diâmetros e alturas, representando uma prática que ameaça a população de T. glabrescens.  Esses resultados são preocupantes devido à notável versatilidade da espécie, o que intensifica a pressão exercida sobre a coleta.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2263283 - JOSE RIBAMAR DE SOUSA JUNIOR
Externo à Instituição - JULIANA LOUREIRO DE ALMEIDA CAMPOS - UFVJM
Externo à Instituição - LETÍCIA ZENÓBIA DE OLIVEIRA CAMPOS - UFOB
Externo à Instituição - MELISE PESSOA ARAUJO MEIRELES - null
Notícia cadastrada em: 05/01/2024 18:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 17/04/2024 13:31