Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BARBARA SILVA NUNES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BARBARA SILVA NUNES
DATA: 29/08/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reunião do PPGHB
TÍTULO:

O CORPO MASCULINO IDEAL: modernização,  comportamento e cultura física em Teresina (1905-1945).


PALAVRAS-CHAVES:

Comportamento; Cultura Física; Masculinidade, Modernização.


PÁGINAS: 128
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

Tendo em vista que cada corpo é historicamente construído de acordo com as aspirações e receios de sua época e cultura; o objetivo deste trabalho é analisar como se deu o processo de construção e assimilação dos homens, tendo por base a noção de comportamento e cultura física ensejada durante os anos de 1905 a 1945, na cidade de Teresina. O período em estudo é marcado pela forte ascensão da cultura física, o principiar da obstinação pela busca do belo, das formas harmoniosas, do corpo saudável e forte. O corpo masculino em específico, não passou ileso a essa busca, sendo constantemente incitado pelos discursos normatizadores de intelectuais como médicos, higienistas e literatos. A relação entre corpo e cidade, comportamentos, exercícios físicos, esportes, vestuário e medicamentos são os pontos contemplados nesse estudo. Para tal foram feitas análises em jornais, revistas, fontes oficiais e livros de memória.
A perspectiva teórica do debate aqui trazido, propõe um diálogo com pesquisas feitas nas áreas ligadas as relações entre História e Gênero, como também conceitos teóricos de suma importância para essa pesquisa, tais como o poder disciplinar de Michel Foucault, processo civilizador de Nobert Elias e subjetividade de Felix Guatarri. O trabalho se divide em três capítulos e cada um é norteado por um argumento central: o primeiro chamado “O Corpo Masculino na Cidade: urbanização, higiene e comportamento”,  busca responder  de que maneira as reformas urbanas ocorridas na capital implicaram na formação de sentido dos homens, exigindo hábitos e posturas mais civilizadas e como essas mudanças no comportamento qualificava e projetava positivamente a cidade; o segundo denominado de “O Corpo Exercitado”, aborda a influência que as atividades como, exercícios físicos praticados na escola e no meio militar e os esportes como o futebol, exerceram na configuração de um modelo ideal de masculinidade; e por fim, o terceiro  chamado de “Elegância, força e austeridade: modos e modas masculinas” busca perceber como os homens se subjetivavam e construíam sua imagem por meio da moda e quais as representações masculinas propagadas nos reclames de medicamentos e os cuidados impostos a saúde e a aparência corporal. Portanto, pretendemos percorrer os mecanismos de ação dos discursos moralizantes, que ordenavam, classificavam e qualificavam, positivamente ou negativamente as práticas masculinas no período tendo como foco as discussões atreladas ao tema do comportamento e da cultura física.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1446998 - ELIZANGELA BARBOSA CARDOSO
Presidente - 2174309 - PEDRO VILARINHO CASTELO BRANCO
Interno - 2167352 - TERESINHA DE JESUS MESQUITA QUEIROZ
Notícia cadastrada em: 13/08/2013 16:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 02/06/2020 06:15