Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: CAMILA DE MACÊDO NOGUEIRA E MARTINS OLIVEIRA
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILA DE MACÊDO NOGUEIRA E MARTINS OLIVEIRA
DATA: 05/10/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de reunião do PPGHB
TÍTULO: AS REPRESENTAÇÕES FEMININAS NA LITERATURA DE CLODOALDO FREITAS
PALAVRAS-CHAVES: Clodoaldo Freitas. Literatura. Representações Femininas. Gênero.
PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:
 
 
RESUMO: Clodoaldo Freitas, intelectual piauiense do período de transição do século XIX para o século XX, escreveu uma profusão de textos ficcionais, históricos, políticos para a imprensa e em formato de livro. Envolvido na construção de uma sociedade que idealiza via escrita, compõe grande parte de seus textos ficcionais a partir de representações femininas que enxertam as configurações de gênero elaboradas escrituristicamente pelo autor. Diante desta profusão literária delineando os corpos e gestos dos sujeitos sexuados, indaga-se como Clodoaldo representa as mulheres em sua literatura? Quais condições históricas possibilitaram este literato a subjetivar-se como construtor de gênero? E como se apresentam as relações de gênero nesta literatura? Todos estes questionamentos objetivam compor uma interpretação histórica do período a partir de uma articulação entre literatura e sociedade por meio das construções de gênero delineadas nos textos de Clodoaldo Freitas, tomando como chaves teóricas para essas análises as contribuições de Scott (1995) e Chartier (1990) quanto à categoria gênero e ao conceito de representação, respectivamente. A metodologia utilizada compôs-se de pesquisa documental e bibliográfica para auxiliar na análise literária e análise histórica dos textos, bem como da articulação dos referenciais teóricos para a construção de análises interpretativas viáveis para compor a articulação entre literatura e sociedade. As fontes trabalhadas estendem-se sobre os textos de Clodoaldo Freitas publicados entre os anos de 1881 e 1924, jornais e revistas do período, com uso de alguns jornais de até duas décadas anteriores. Para compor a articulação entre literatura e sociedade por meio da categoria gênero, apresenta-se a trajetória de vida de Clodoaldo Freitas a partir de sua família, de sua formação educacional, de seu percurso profissional, de sua subjetivação como marido e pai e da imagem que legou a seus contemporâneos ainda em vida, articulando esses momentos aos códigos de virilidade do período. Em seguida parte-se para as análises dos textos literários propriamente ditos a partir das representações femininas que elencam. Para então elaborar análises sobre as relações de gênero nesta literatura selecionada do referido intelectual. A partir das análises realizadas, identificou-se padrões de representações femininas e como Clodoaldo Freitas compreende e constrói o gênero em seu tempo a partir de sua literatura. Configurando corpos e gestos ideais para a sociedade que intentava construir.
 
 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1446998 - ELIZANGELA BARBOSA CARDOSO
Interno - 2174309 - PEDRO VILARINHO CASTELO BRANCO
Interno - 2167352 - TERESINHA DE JESUS MESQUITA QUEIROZ

Cadastrada em: 04/10/2018
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
  • » MESTRADO (02/10/2018 : 15/10/2018)
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 06/08/2018 - 07/08/2018 · Matrícula para o período 2018.2.
  • 13/08/2018 · Início do período letivo 2018.2.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 19/10/2018 10:09