Projetos de Pesquisa

Linha de Pesquisa I: História, Cultura e Arte

 

1) Edwar de Alencar Castelo Branco

 

Título: Além da boca do lixo: amadorismo, efemeridade e ironia como táticas estéticas e políticas de cineastas experimentais nordestinos

 

Descrição: Com a expressão Além da boca do lixo pretende-se ampliar o recorte espacial de pesquisa anterior e, ao mesmo tempo, reforçar a incorporação de outras experiências fílmicas que não apenas aquelas emanadas do eixo Rio de Janeiro São Paulo à esfera de interesse dos estudos acadêmicos. Como se sabe, a Boca do Lixo foi inicialmente significada pela crônica policial de São Paulo, correspondendo à parte do bairro paulistano de Santa Efigênia, freqüentado por cineastas como Ozualdo Candeias, Rogério Sganzerla e Carlos Reichenbach. No âmbito dos estudos sobre a história do cinema brasileiro, a expressão acabaria contribuindo para reduzir o cinema de invenção ou cinema marginal aos filmes feitos em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Para os propósitos deste trabalho, a expressão Boca do lixo ajuda a relembrar o mal-dizer e a in-fâmia que continuam a pairar sobre parte dos cineastas experimentais que fizeram seus filmes em Salvador, Feira de Santana, Recife, Caruaru, Campina Grande, João Pessoa ou Teresina. Quais eram as temáticas mais recorrentes nestes filmes? Quem os fazia? Quais são os filmes experimentais rodados no período e no espaço em estudo e que conhecimento nós temos deles? O que fazem, o que pensam, como vivem aqueles então jovens que promoveram um terrorismo do signo, uma subversão do símbolo e da sintaxe e uma guerrilha semântica como aspectos de uma revolução semiológica que pretendia reconstruir a linguagem e reposicionar a criatividade, tornando-a instrumento de fazimento de seu tempo?


2) Fábio Leonardo Castelo Branco Brito

Título: Escrevivendo um Brasil profundo: produção de subjetividades nas letras e nas artes brasileiras entre as décadas de 1960 a 1990

Descrição: 

O período que medeia as décadas de 1960 a 1990 abarca uma imensa gama de acontecimentos que, historicamente, possibilitam a emergência de novas subjetividades no Brasil e no mundo contemporâneo. Exemplos tais como as manifestações de maio de 1968 na França, a literatura beat norte-americana, os protestos contra o fechamento do bar Stonewall In, também nos Estados Unidos, a emergência da pílula anticoncepcional e da minissaia, o movimento hippie, o rock’n’roll, bem como o surgimento de doenças como a AIDS, configuram, mundialmente, um cenário que possibilitaria, no Brasil, um amplo conjunto de sensibilidades e reflexões em torno de sua própria existência. Notadamente no campo das artes, é possível contemplar discussões em torno de uma nova sintaxe para a cultura brasileira, que abriga tanto manifestações de arte engajada, como os Centros Populares de Cultura e o Teatro do Oprimido, passado pelo desejo de produzir uma arte sociológica, no qual se destaca o Cinema Novo, quanto, finalmente, iniciativas que valorizam a forma e os signos que se desdobram no interior de um tempo fraturado, tais como a Tropicália, o Cinema Marginal, os experimentalismos fílmicos, a literatura e o rock nacional. É, portanto, objetivo desse projeto, parte dos debates travados no âmbito do GT “História, Cultura e Subjetividade” (DGP/CNPq), investigar as conexões entre as condições de existir no Brasil contemporâneo e as produções de subjetividades nas letras e nas artes do país nesse período, possibilitando observar de que forma diferentes sensibilidades ganharam expressão em textos literários, filmes e músicas produzidas em múltiplas iniciativas estéticas e políticas.

 

 

3) Francisco de Assis Sousa Nascimento

 

Título: HISTÓRIA DO TEATRO NA CIDADE DE PICOS: SUJEITOS, CENÁRIOS E EXPERIÊNCIAS ESTÉTICAS PROTAGONIZADAS NO SERTÃO PIAUIENSE (1960-1979)

 

Descrição: As experiências estéticas, especialmente aquelas relacionadas ao teatro, empreendidas por jovens, crianças e adultos nas décadas de 1960 e 1970 na cidade de Picos, estado do Piauí, possuem registros escassos, embora sejam significativas e tenham influenciado diferentes formas de sociabilidade e manifestação social, como ocorreu em outros cenários brasileiros. Atualmente são poucos os registros visuais, hemerográgicos, diários pessoais, cartas, e/ou depoimentos de atores, diretores, dramaturgos, figurinistas, cenotécnicos etc, que explicam a atuação teatral no sertão piauiense, especialmente na cidade de Picos.

 

4) Elizangela Barbosa Cardoso

 

Título: Feminilidades e masculinidades no Brasil no século XX

 

Descrição: O projeto, incorporando a categoria gênero, visa contribuir para o aprofundamento dos estudos desenvolvidos no campo História das mulheres e das relações de gênero, através do estudo das feminilidades e das masculinidades no Brasil, no século XX, com ênfase nas práticas e nas representações que definem os masculinos e os femininos, em especial, no Piauí. Isto posto a partir da análise de periódicos, memórias, prosa, poesia, genealogias, dados estatísticos, depoimentos orais, dentre outras fontes.

 

5) Pedro Vilarinho Castelo Branco

 

5.1 - Título: História e Masculinidades

 

Descrição: A intenção com o presente projeto é analisar as masculinidades em Teresina, no final do século XIX e nas primeiras décadas do século XX. O período a ser trabalhado (1890-1940) é caracterizado pelo lento processo de desgaste dos modelos patriarcais de masculinidade e pela construção e vivência de novos modelos de masculinidade particularmente, nos grupos sociais médios e nas elites que criavam vínculos mais estreitos com a cultura escrita, com a escola e com a vida urbana.

 

5.2 - Título: A reforma das práticas católicas no Piauí no início do período republicano.

 

Descrição: A presente proposta pretende investigar as práticas católicas no Piauí, particularmnete em Teresina e Parnaíba, no final do século XIX e no início do século XX. O período é caracterizado pela instalação e consolidação da Diocese do Piauí e pela implementação de estratégias de ação, por parte do clero local, com o objetivo de favorecer a renovação das práticas católicas nas três cidades. A nossa tese é a de que o novo ideário católico no Piauí veio a se contrapor a práticas católicas tradicionais e a impor uma forma de espiritualidade fundamentada em padrões católicos ultramontanos que tinham forte teor uniformizador, os quais procuravam deslegitimar as práticas católicas tradicionais que se apresentavam multifacetadas, plurais, e muitas vezes distantes dos ideais defendidos pela hierarquia eclesiástica. Dessa forma os novos modelos católicos eram fundamentados em uma cultura escrita, que procurava adequar o catolicismo vivenciado no Piauí e os católicos ao mundo moderno.

 

5.3 - Título: As relações familiares e as práticas discursivas católicas no alvorecer do século XX

 

Descrição: A intenção com o presente projeto é analisar as práticas discursivas católicas, sobre as relações familiares desenvolvidas por intelectuais ligados ao pensamento religioso. As investigações iniciais nos levam a pensar que o objetivo da igreja era criar um saber, uma verdade sobre as relações familiares, definindo as práticas que deveriam dar significado ao masculino e ao feminino. A base de sustentação deste discurso seriam os livros sagrados, as hagiografias de santos, com inúmeros exemplos de homens e mulheres dedicados à vivência da fé. São as implicações desse discurso católico renovado para as relações familiares que objetivamos investigar.

 

6) Teresinha de Jesus Mesquita Queiroz

 

Título: Escrita e Sociedade: os homens de letras e suas múltiplas produções.

 

Descrição: A pesquisa é uma proposta para apropriar-se historicamente das escritas jornalística, histórica e ficcional de intelectuais brasileiros com atuação nos séculos XIX e XX. O principal objetivo do trabalho é abordar as relações entre a História, a Literatura e o Discurso historiográfico a partir de uma reflexão que tanto permita repensar as fontes em uma investigação histórica quanto possibilite o oferecimento de parâmetros conceituais para se identificar, categorizar e catalogar os diferentes repertórios que dão suporte às relações possíveis entre estes dois campos. O estudo é operado, principalmente, a partir de três focos analíticos: abordagem do produto ficcional como um repertório que é, em si, indicativo das virtualidades da história; consideração de que as relações entre autor e autoria são configuradas em um amplo e complexo universo social; e, finalmente, a consideração de que a história ou o contexto é maior que o produto-objeto, maior que o produtor-sujeito e modelador tanto do produto quanto do produtor. Palavras-Chave: História, Literatura, Historiografia.


7) Marylu Alves de Oliveira

TítuloNa Furna da Onça: as disputas político-sociais no Piauí (1945-1964)

Descrição: O projeto visa compreender as disputas de poder, tanto no que se refere as questões políticas partidárias entre as principais siglas que existiam no Estado (PSD, UDN, PTB e PCB) quanto no que tange às organizações sociais no Piauí durante o período da terceira República (1945-1964). Com o fim do Estado Novo novas forças político-sociais passaram a se organizar, expressando livremente suas posições no espaço público, essa nova ordem que se erigiu gerou uma série de conflitos, fomentando um ambiente de bastante violência, intolerância, mas também resistências. Este estudo, portanto, pretende compreender o quadro político partidário, bem como analisar os movimentos sociais que se articularam para tomar visibilidade e poder na vida política do Estado. São utilizados como fontes os periódicos locais, que no geral estavam ligados aos partidos políticos, jornais de circulação nacional, Inquéritos Policiais Militares (IPM) abertos após o golpe civil-militar de 1964 e obras literárias produzidas no período.

 

8) Frederico Osanam Amorim Lima

Título: A ÉTICA DA NULIFICAÇÃO:  Um estudo sobre as práticas e representações do a-sujeitamento na Literatura e no Cinema.

Descrição:Este projeto busca investigar como a Literatura e o Cinema representaram as práticas de nulificação dos sujeitos ao longo da modernidade. Procura, ainda, compreender de que forma as expressões artísticas, notadamente a literatura e o cinema, questionaram/questionam e problematizaram/problematizam a condição de sujeição do homem moderno; além disso, deseja analisar como, num intervalo de tempo que vai do século 15 até a contemporaneidade, as expressões artísticas revelaram pontos de diferença e semelhança nos mecanismos de captura do corpo pelo poder. É em busca de uma “genealogia da nulificação”, portanto, que proponho este estudo. Um estudo que busca, entre outras coisas, compreender como o comportamento, ao longo da modernidade, foi teorizado, ficcionalizado, apresentado e denunciado sob a óptica da nulificação, do dócil, da sujeição. Partindo de Étienne de La Boétie até Kafka, no âmbito literário, e entre Alphaville e o curta argentino El empleo, no cinema, o propósito é estudar, numa relação entre História, Literatura e Cinema, as práticas e representação do poder, e como elas se expressaram/expressam de formas variadas ao longo do tempo.

 

Linha de Pesquisa II: História, Cidade, Memória e Trabalho

 

1) Claudia Cristina da Silva Fontineles

 

Título: O Piauí nos rastros de um Brasil Gigante: tensões e contradições no cenário histórico piauiense (década de 1970)

 

Descrição: Esta pesquisa tem por objetivo principal compreender como as intervenções das gestões de Alberto Silva e de Dirceu Arcoverde nos campos educacional, artístico e cultural mantiveram interlocução com o cenário político, social e econômico vigente no Estado e no País na época, com suas conquistas e tensões, pois é mister lembrar que as duas administrações em apreço ocorreram durante a vigência do Regime Ditatorial implantado no país após o Golpe Civil-Militar de 1964, cujas ações voltaram-se para legitimar-se por meio do convencimento à sociedade de sua necessidade e importância, tendo na instrução escolar um dos instrumentos privilegiados desse convencimento. Daí o interesse dessa pesquisa em entender as propostas desses governos no concernente aos campos educacional, artístico e cultural, assim como analisar as circunstâncias em que se firmaram, discutindo as estratégias por eles adotadas em seus mandatos, bem como pesquisar e analisar as táticas que emergiram no mesmo cenário entre os grupos sociais, principalmente entre os profissionais da educação. Com isso, pretende-se entender como se deram as interlocuções/confrontos entre estes e os gestores públicos na ocasião. Nesse sentido, essa pesquisa pretende encontrar, catalogar, digitalizar, conservar e analisar o conteúdo presente nas fontes históricas pertinentes ao tema, dada a sua relevância para a memória e a história do Piauí, procurando com isso reconfigurar como a sociedade reagia perante as transformações sociais geradas nesse período, visando entender como esses acontecimentos influenciaram os caminhos percorridos pela educação piauiense desde a década de 1970. 

 

2) Francisco Alcides do Nascimento

 

Título: Cultura e cidade: as múltiplas linguagens da construção do espaço urbano brasileiro no século XX

 

Descrição: Este projeto foi proposto pelo Programa de Pós-Graduação em História do Brasil (PPHB), da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em associação com o Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) e o Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS). Seu objetivo central é fortalecer e consolidar a área de concentração e as linhas de pesquisa do PPHB, criando condições para a implantação em médio prazo do curso de Doutorado.

 

3) Johny Santana de Araújo

 

5.1 - Título: Os “Emissários facciosos do Piauí” e as Cartas da guerra de Independência, 1823.

 

Descrição: Pretende-se com o projeto fazer o levantamento e interpretação de uma considerável documentação disponível junto ao acervo do Museu Ozildo Albano. São diversas cartas trocadas entre as lideranças sediciosas do Piauí a época da guerra de independência. Pretende-se ainda analisar e divulgar o acervo documental supracitado, buscando indicar a importância do Piauí na construção do processo de independência e da própria nacionalidade brasileira. Objetiva-se, portanto preservar a memória e dar uma contribuição para o campo da História Política e Social e Cultural a partir destas fontes contidas nos acervo do Museu Ozildo Albano.

 

3.2 - Título: História e memória de Antonio Coelho Rodrigues: sua contribuição para a formação do Estado Nacional Brasileiro.

 

Descrição: Pretende-se com o projeto fazer o levantamento e interpretação da obra de Antonio Coelho Rodrigues que encontra-se disponível em livros textos e artigos de jornais, particularmente no Jornal O Piauhy e O Conservador. Pretende-se ainda analisar e divulgar o acervo documental referente a Antonio Coelho Rodrigues, buscando indicar o seu legado para a compreensão da História das idéias políticas no Brasil. Objetiva-se, portanto preservar a memória e a contribuição para o campo da História da obra de Antonio Coelho Rodrigues a partir das fontes contidas nos acervos do Arquivo Público do Estado do Piauí e do Museu Ozildo Albano.

 

 

4) Manoel Ricardo Arraes Filho

 

Título: Cidade descarnada:História e memória dos moradores do centro antigo de Teresina

 

Descrição: Em 2012, Teresina completa 160 anos. A cidade cresceu bastante e expandiu-se por todas as zonas, especialmente na zona Leste. Entretanto, o antigo centro da cidade, outrora centro residencial, agora abriga muito poucos moradores. O antigo centro tornou-se basicamente residencial e menos de dois mil habitantes vivem dentro da área escolhida para o desenvolvimento do projeto. É sobre estes moradores que o projeto se debruça. Trata-se de uma pesquisa voltada para a produção de um documentário de curta duração que procura homenagear os antigos habitantes que discorrerão sobre suas trajetórias de vida. Teresina, será apenas o pano de fundo no qual as histórias terão vida. É a celebração da cidade na figura de seus moradores, personagens desconhecidos e cheios de Histórias e de uma memória sensível, tocante e tensionada para se soltar e emocionar.

 

5) Solimar Oliveira Lima

 

Título: Resistência e Liberdade: manifestações de rebeldia e o processo de emancipação de escravizados no Piauí (Séc. XVII – Séc. XIX); O referido projeto é coordenado por Solimar Oliveira Lima; Projeto vinculado à UFPI, cujo coordenador é o próprio proponente.

 

Descrição:  A análise das relações escravistas proposta considera o trabalhador escravizado como mão de obra essencial, nos espaços públicos e privados, urbano e rural, no Piauí. Neste contexto, a necessidade de dominação, submissão, disciplina e controle dos trabalhadores forjou um processo de enfrentamento e negação do sistema escravista por parte dos trabalhadores em diferentes manifestações espontâneas e organizadas, no campo, cidades e vilas. As permanentes tensões cotidianas ensejaram diferentes mecanismos para assegurar liberdade a trabalhadores, domésticos e do eito, especialmente nos últimos anos da escravidão, fortalecidos pelo crescimento do ideário abolicionista e a fragilização do sistema escravista. O recorte temporal inicia-se no final do século XVIII e estende-se até o ano de 1888. O recorte cronológico é o território piauiense.
 

 6)José Petrúcio de Farias Júnior


Título: A escrita da História Antiga e Medieval nos manuais didáticos brasileiros de 1845 a 1898

 

Descrição: Objetivamos investigar o uso de versões instrumentalizadas da História Antiga e Medieval, nos compêndios de História, adotados pelas escolas secundárias entre 1838 e 1898, especialmente pelo Lyceu Provincial do Piauí, fundado em 1845, no interior dos quais defendemos que a alusão à herança clássica foi objeto de utilizações justificadoras e legitimadoras de projetos de nação que se forjaram após o processo de emancipação política, porquanto as narrativas estavam comumente impregnadas de questões políticas dos Estados. Dito isso, a configuração da História ensinada será analisada por meio de compêndios escolares adotados à época e consideraremos suas implicações para a construção de novas representações da memória nacional e para a formação de uma elite intelectual que em geral se preparava, por intermédio dos cursos secundários, para assumir cargos político-administrativos ou militares junto ao Estado. Partimos do pressuposto de que os autores de manuais didáticos europeus, sobretudo franceses, utilizados no Brasil, reproduziam como verdade histórica, isto é, como restituição do passado clássico aquilo que é, a nosso ver, retórico, ou seja, produto da manipulação de acontecimentos históricos com a finalidade de referendar determinados posicionamentos político-culturais do presente.


7)Pedro Geraldo Saadi Tosi

Título: Negócios, negociantes e valorização da riqueza: no compleco cafeeiro  (1860 - 1940)

 

Descrição: Trata-se de proposta de trabalho voltado para o estudo dos circuitos pelos quais se desenharam e foram protagonizadas as iniciativas de acumulação e de modernização e dos padrões de sociabilidade que, para além das políticas de valorização do café no contexto do complexo agrário exportador no ponto principal, permitiram o transboradamento de capitais e alteram o comando de riqueza na economia cafeeira. O trabalho tem por objetico identificar o papel e a extensão da participação dos setores de comercialização, de transporte ferroviário, não menos importante, as formas de contratação que envolvia o crédito e que foram protagonizadas nesse conjunto por sujeitos que vivenciaram esse jogo.


8- Francisco Gleison da Costa Monteiro

Título: Terra, trabalho, migração e a circulação da produção no Piauí do século XIX.

Descrição: Analisar a ação dos desfavorecidos ante a imposição da lei na Província do Piauí, pois o contexto a ser pesquisado nos revela que homens livres pobres aí aparecem realizando trabalhos nas diversas fazendas e vilas e vão contrário ao discurso das autoridades que vos alcunham de vagabundos, indisciplinados e preguiçoso para o trabalho regular. Desta forma analisaremos coletar fontes dessas ações de enquadramento desses homens livres pobres no disciplinamento do trabalho regular e também das estratégias que estes traçaram para se livrarem dessa pecha e ao mesmo conseguirem trabalharem nas fazendas ou fora delas, mas sempre falseando a subserviência da classe abastada.

 

 


 


 

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 15/12/2019 04:23