Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: WAGNER DIAS COELHO DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WAGNER DIAS COELHO DE OLIVEIRA
DATA: 04/12/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Campus Professora Cinobelina Elvas - Bom Jesus
TÍTULO:

Objetivou-se com a realização deste experimento avaliar a influência da gestação, bem como do puerpério nos parâmetros hematológicos e Bioquímicos de vacas nelore. O experimento foi conduzido entre os meses de setembro de 2013 à outubro de 2014, no setor de bovinocultura da Fazenda escola no Município de Alvorada do Gurguéia e no laboratório de Patologia Clínica Veterinária do Hospital Veterinário Universitário, Ambos pertencentes ao Campus Professora Cinobelina Elvas da Universidade Federal do Piauí. Foram utilizadas 15 fêmeas pluríparas da raça nelore com idade média de 4,0±1 anos, com peso vivo de 400±50 Kg e Escore da Condição Corporal (ECC) 7,0 que foram inseminadas artificialmente, permanecendo durante a fase experimental em piquetes com pasto formado por Andropogon gayanus e Braquiáriabrizantha, os animais foram distribuídos em Delineamento Inteiramente Casualizados (DIC), com arranjo em parcelas subdivididas, onde os tratamentos eram compostos pelas fases fisiológicas (não prenhe, terço inicial, terço médio, terço final, momento do parto,  24 horas após o parto e dois meses de puerpério) e as subparcelas eram compostas pelos períodos de coletas, com 15 repetições e com medidas repetidas no tempo. As variáveis do eritrograma sofreram influência (P<0,0001) dos períodos analisados. Com relação ao grupo de animais não prenhe o eritrograma sofreu alterações (P<0,0001) das fases fisiológicas reprodutivas onde a contagem total de eritrócitos na fase não gestacional, apresentou-se com valores inferiores (7,04 x 106/µl), com relação aos demais períodos fisiológicos acompanhados, tais como a fase final da gestação (8,78 x 106/µl), momento do parto (8,85 x 106/µl), logo após o parto (9,09 x 106/µl) e puerpério (11,19 x 106/µl), exercendo alterações semelhantes para as variáveis hematócrito e hemoglobina, principalmente nos períodos que antecedem o parto, já o volume corpuscular médio (VCM) e concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM), apresentaram valores acentuados no terço final de gestação (47,98 Fl) e ao parto (39,51Fl), respectivamente. Com relação ao perfil leucocitários foi observado influencia do estágio reprodutivo (P<,0001), evidenciando-se variação na contagem total de leucócitos, nos valores absolutos de neutrófilos, eosinófilos e linfócitos. Não apresentando significância quanto às variáveis, basófilos (P>0,183) e monócitos (P>0,0242). As variáveis hematológicas estudadas demonstraram sofrer variações nos diferentes estágios fisiológicos reprodutivos, ocorrendo maiores interferências principalmente no terço final da gestação para o eritrograma pela acentuada mobilização de nutrientes na fase final da gestação garantindo o aporte nutricional ao feto, e leucocitose no terço inicial da gestação em decorrência da implantação embrionária e no momento do parto pela liberação de hormônios corticosteroides.


PALAVRAS-CHAVES:

Bos indicus, eritrograma, estágio reprodutivo, leucograma, ruminantes


PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Manejo de Animais
RESUMO:

Influência da gestação e puerpério nos parâmetros hematológicos e metabólicos de vacas Nelore. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1712960 - MARCOS JACOME DE ARAUJO
Interno - 1671082 - LEONARDO ATTA FARIAS
Interno - 2011596 - RICARDO LOIOLA EDVAN
Notícia cadastrada em: 02/12/2015 10:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 17:33