Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CICERO RODRIGUES FEITOSA NUNES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CICERO RODRIGUES FEITOSA NUNES
DATA: 09/08/2016
HORA: 10:00
LOCAL: CCA Teresina
TÍTULO:

Influência dos diferentes níveis de suplementação contendo resíduo lipídico (glicerol) em períodos pré-cobertura e cobertura sobre o perfil do proteinograma de ovelhas Santa Inês no pré e pós- parto


PALAVRAS-CHAVES:

Imunoglobulinas, imunidade passiva, soro, turbimetria, ovinos


PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Manejo de Animais
RESUMO:

Altos índices de mortalidade de cordeiros da raça Santa Inês detectados no estado do Piauí (15,18 %) estão intrinsecamente relacionados ao sistema de manejo adotado, sendo que suas taxas mais elevadas devem-se ao fato das parições concentrarem-se em sua grande maioria nas épocas de maior escassez de alimentos, no período seco.Neste cenário, estabelecer parâmetros séricos de componentes sanguíneos como proteína total e suas frações (imunoglobulinas G, beta e gamaglobulinas) torna-se de suma importância para verificação da ocorrência ou não de falha de transferência de imunidade passiva (FTIP) da mãe para o recém-nascido através do colostro, pois segundo Feitosa et al., (2001) ainda há grande divergência entre vários autores com relação aos valores desses componentes séricos, que possam assegurar adequada transferência imunológica. Portanto, o conhecimento e a certificação desses valores propiciariam aos profissionais que atuam na ovinocultura, subsídios eficazes para elaboração de estratégias que visem minimizar os efeitos inerentes à ocorrência da FTIP em cordeiros recém-nascidos, bem como maximizar substancialmente os índices produtivos do setor no Nordeste do Brasil. Objetivou-se investigar a variação fisiológica dos componentes do proteinograma no soro sanguíneo e colostro de ovelhas Santa Inês no pré e pós-parto, em fêmeas submetidas a dois níveis de suplementação concentrada contendo resíduo lipídico (glicerol) em período anterior e durante a estação de monta e de seus respectivas respectivas crias com até 48horas pós nascimento; O estudo foi realizado no setor de pesquisa de pequenos ruminantes do Colégio Agrícola de Bom Jesus (CABJ) da Universidade Federal do Piaui (UFPI), localizada no município de Bom Jesus, Piaui, no período de fevereiro a julho de 2016. Aleatoriamente os animais foram identificados e incluídos em três grupos, de acordo com o nível (suplementação) que constou no fornecimento de glicerol na dieta em substituição ao milho nos níveis de 0%, 5% e 10%, 380 gramas de concentrado oferecidos em cada refeição diária, em dois períodos de 21 dias cada. Amostras de sangue venoso foram colhidas em quatro momentos: antes do parto (quinto mês de gestação) e logo após o parto: às 1 -| 6 horas após o parto (M1), aos 12 -| 24 horas (M2), 24 -| 48 horas (M3) e dos cordeiros até 48 horas pós nascimento. Determinou-se a proteína total sérica pelo método de refratometria e as frações proteicas obtidas mediante a técnica de turbimetria (TurbiQuest®plus) no Laboratório de Patologia Clínica do Hospital Universitário Veterinário. Os valores obtidos foram submetidos à análise estatística pelo programa computacional SAS (Statistical Analysis System). Os dados foram submetidos a Análise de Variância (ANOVA) segundo delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2, para comparação das duas ordens de parto (nuliparas x multiparas) e dois níveis de suplementação (5% e 10% PV). Para as comparações entre médias obtidas para as diferentes variáveis (de proteínas séricas totais (PT), albumina (Alb), gamaglobulinas (gama), imunoglobulina G (IgG) e relação albumina:globulina (A:G) estudadas nos grupos experimentais foi aplicado o pelo Teste Tukey ao nível de 5% de probabilidade (P ≤ 0,05).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1275816 - TANIA VASCONCELOS CAVALCANTE
Externo ao Programa - 3342099 - MONICA ARRIVABENE
Externo ao Programa - 423587 - WILLAMS COSTA NEVES
Notícia cadastrada em: 21/07/2016 15:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 12:35