Notícias

Banca de DEFESA: CIBELLE BORGES FIGUEIREDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CIBELLE BORGES FIGUEIREDO
DATA: 15/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Universidade Federal do Piauí - CPCE
TÍTULO: PRODUÇÃO E NUTRIÇÃO EM VACAS LACTANTES A PASTO COM NÍVEIS DE BALANÇO CÁTION ANIÔNICO NA DIETA
PALAVRAS-CHAVES: bicarbonato, bovino, concentrado, forragem, ruminante
PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

Objetivou-se avaliar o efeito do balanço catiônico da dieta (+237, +258, +294, +347, +419 mEq.kg-1 de MS), por meio da inclusão do bicarbonato de sódio (NaHCO3) na dieta de vacas lactantes em pastagem tropical, verificando parâmetros nutricionais e metabólicos, bem como sua adequação bioeconômica. O balanço cátion-aniônico dietético (BCAD), também conhecido por diferença cátion aniônica da dieta (DCAD), balanço eletrolítico (BE) ou balanço iônico da dieta (BID), representa a diferença entre os cátions e os ânions presentes na dieta, podendo ser calculado em mEq de (Na + K) – (Cl + SO4) por quilograma de matéria seca (MS). Sua principal ação é atuar na regulação do equilíbrio ácido-base, ou seja, na regulação da concentração do íon hidrogênio nos líquidos corporais. O equilíbrio ácido-base de vacas pode ser modificado por mudanças no balanço cátion aniônico da dieta, mesmo dentro de uma variação positiva. Isso pode levar a diferenças significativas no desempenho animal. BCAD tem um efeito significativo sobre uma variedade de indicadores de desempenho, incluindo CMS, produção de leite corrigido para 3,5% de gordura, composição do leite, os parâmetros ruminais, digestibilidade do alimento, e eficiência alimentar. E as mudanças no pH ruminal e as concentrações de AGV sugerem que são respostas do BCAD em função da melhoria da fermentação ruminal. Relatam ainda que a digestibilidade da fibra é marcadamente aumentada com a elevação da concentração do BCAD, resultando em um aumento da digestibilidade da MS e o provável fornecimento de energia a mais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 837.445.845-34 - HERMOGENES ALMEIDA DE SANTANA JUNIOR - UESPI
Externo à Instituição - FABRICIO BACELAR LIMA MENDES - UESPI
Externo à Instituição - MAURILIO SOUZA DOS SANTOS - UESPI
Notícia cadastrada em: 27/01/2017 15:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 13:51