• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 13:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de DEFESA: ARTURENE MARQUES ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARTURENE MARQUES ROCHA
DATA: 06/12/2013
HORA: 08:00
LOCAL: Salão Nobre do CPCE/UFPI, Bom Jesus, PI
TÍTULO:

SUPLEMENTAÇÃO DE OVELHAS DESLANADAS NO PRÉ E PÓS-PARTO E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O COMPORTAMENTO MATERNO FILIAL


PALAVRAS-CHAVES:

concentrado, creep feeding, desenvolvimento ponderal, imunoglobulinas, ovinos nativos, periparto, produção de leite.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

Esse estudo teve como objetivo avaliar a influência da suplementação concentrada sobre os aspectos inerentes à relação materno filial de ovelhas Santa Inês e Morada Nova com suas respectivas crias no periparto bem como o desempenho das crias até o desmame. Foi conduzido um experimento utilizando 36 ovelhas, sendo 20 da raça Santa Inês e 16 da raça Morada Nova, entre 3 e 6 anos de idade e 32 cordeiros, sendo 13 obtidos a partir do cruzamento Dorper x Morada Nova e 19 do cruzamento Dorper x Santa Inês. O delineamento experimental utilizado foi o Inteiramente casualizado (DIC) em arranjo fatorial (2x2) sendo representado por duas raças Santa Inês e Morada Nova e dois níveis de suplementação concentrada (0,5 e 1,5% do PV). Foi observado efeito significativo (P<0,05) da raça para peso vivo da mãe ao parto, peso vivo ao desmame e perda de peso durante a lactação. Os níveis de suplementação apresentou efeito significativo (P<0,05) para o escore da condição corporal da mãe ao desmame e a perda de peso da mesma durante a lactação. Os níveis de glicose plasmática não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos, no entanto, apresentaram valores elevados nas mães no pós-parto e baixos nas crias, o que pode ser devido ao estresse sofrido durante o parto. Na fase materno dependente os cordeiros oriundos do cruzamento Dorper x Santa Inês apresentaram melhor desenvolvimento ponderal, sendo que na fase materno independente os cordeiros do cruzamento Dorper x Morada Nova conseguiram equiparar o ganho de peso aos demais, no entanto ainda com menores pesos até a idade de desmame. As ovelhas da raça Morada Nova demonstraram melhor eficiência produtiva comparada a raça Santa Inês, considerando a relação do peso de seus respectivos cordeiros ao nascer e ao desmame com o peso das mães ao parto e a desmama. A oferta de 1,5 % de suplementação concentrada para as ovelhas resulta em maior ganho em peso dos cordeiros alimentados em sistema de comedouro seletivo, bem como minimiza os efeitos negativos do balanço energético, representado pela mobilização de reservas de gordura corpórea. A raça Santa Inês demonstrou melhores cuidados com as crias ao nascer em comparação com a raça Morada Nova. O escore de comportamento materno (ECM) se apresentou de forma antagônica aos níveis de glicose da mãe (GLICM). Podendo ser sugerido que ovelhas com menores taxas de glicose seriam mais reativas. As ovelhas da raça Santa Inês apresentaram maior produção de leite, se repercutindo positivamente sobre a relação materno filial.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARIOSVALDO NUNES MEDEIROS - UFPB
Interno - 1656633 - CARLO ALDROVANDI TORREAO MARQUES
Externo à Instituição - EDGARD CAVALCANTI PIMENTA FILHO - UFPB
Presidente - 1370473 - JACIRA NEVES DA COSTA TORREAO
Externo ao Programa - 1712960 - MARCOS JACOME DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 29/11/2013 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 13:26