Notícias

Banca de DEFESA: TAIRON PANNUNZIO DIAS E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAIRON PANNUNZIO DIAS E SILVA
DATA: 06/12/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Salão Nobre do CPCE/UFPI - Bom Jesus, PI
TÍTULO:

Parâmetros metabólicos em ovelhas deslanadas suplementadas no pré e pós-parto.


PALAVRAS-CHAVES:

eficiência produtiva, metabólitos sanguíneos, Morada Nova, Santa Inês


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Manejo de Animais
RESUMO:

Objetivou-se determinar em ovelhas deslanadas mantidas em pastagem de Andropogon gayanus e recebendo diferentes níveis de suplementação concentrada, qual o plano alimentar empregado durante a gestação e na lactação exerce influência sobre parâmetros metabólicos. O experimento foi conduzido no Modulo Didático Produtivo de Caprinos e Ovinos da Universidade Federal do Piauí – Colégio Técnico de Bom Jesus (CTBJ), Bom Jesus – PI. Foram utilizadas 28 ovelhas pluríparas vazias, sendo 14 da raça Morada Nova e 14 da raça Santa Inês distribuídas em DIC em arranjo fatorial (2x2) em que: duas raças (Santa Inês e Morada Nova), dois planos alimentares (0,5 e 1,5% do peso vivo), tanto na gestação como na lactação. A suplementação concentrada foi fornecida com base no peso vivo (PV) das ovelhas (0,5 e 1,5%). As amostras de sangue foram colhidas a cada 14 dias. Foram avaliados os níveis séricos de glicose, triglicerídeos, colesterol, uréia e creatinina no pré e pós-parto. Nos mesmos períodos foram avaliados o consumo de concentrado, consumo de matéria seca total em gramas/dia (CMST), consumo de matéria seca total em Kg/ unidade de tamanho metabólico (CMS) e consumo de matéria seca em % do PV (CMSTPU). As pesagens foram realizadas semanalmente e calculado o peso vivo médio em Kg (PV) e peso vivo médio em unidade de tamanho metabólico (PV0,75). As variáveis sanguíneas foram avaliadas pelo arranjo em parcelas subdivididas. A parcela principal constituiu os níveis de suplementação e a parcela secundária os períodos de colheita, com medidas repetidas no tempo. A comparação entre os níveis de suplementação e entre as coletas foi feita pelo teste SNK. Para o estudo da relação entre duas variáveis foi utilizada a análise do coeficiente de correlação. Foi utilizado um nível de significância de 5% para todos os testes realizados. Tanto durante a gestação, quanto na lactação, o consumo de nutrientes foi superior (P<0,05) nas ovelhas Santa Inês e para aquelas que receberam 1,5% de suplementação. Ao se avaliar a influência do nível de oferta da suplementação concentrada sobre o consumo do mesmo, percebeu-se que as ovelhas submetidas ao maior aporte de nutrientes segue a mesma tendência (P<0,05) que as avelhas de maior porte. Na lactação o consumo de concentrado seguiu o mesmo comportamento ocorrido durante a gestação. Foi verificado o efeito de raça para  CMST, com maior consumo por parte da ovelhas Santa Inês. Na lactação analisando o CMST percebe-se que as ovelhas da raça Morada Nova consumiram 31,30% mais suplementação concentrada que volumoso a pasto. Ao avaliar o consumo de CMSTU houve efeito (P<0,05) de raça e tratamento durante a gestação. Ocorreu variação nos metabólitos sanguíneos com o avançar da gestação, independente do grupamento genético, no entanto, houve maior mobilização das fontes energéticas alternativas nas ovelhas santa Inês. As ovelhas da raça Morada Nova apresentaram maior eficiência no período de gestação, podendo-se recomendar suplementação de 0,5% do PV e garantir bons índices produtivos nessa fase. Ovelhas da raça Santa Inês ao receber 1,5% de suplementação tiveram amenizados os efeitos do estresse metabólico. Os efeitos do balanço energético negativo durante a lactação foram mais pronunciados nas ovelhas Santa Inês, sendo que animais submetidos a 0,5% de suplementação concentrada esses efeitos foram mais pronunciados. O nível de suplementação 0,5% não deve ser indicado para ovelhas deslanadas durante o período lactacional, devido ao não suprimento das necessidades nutricionais, visto que esse é um período de intensas e variadas alterações metabólicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1656633 - CARLO ALDROVANDI TORREAO MARQUES
Externo à Instituição - ARIOSVALDO NUNES MEDEIROS - UFPB
Externo à Instituição - SEVERINO GONZAGA NETO - UFPB
Notícia cadastrada em: 06/12/2013 09:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 17:08