• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 13:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de DEFESA: CARLOS SYLLAS MONTEIRO LUZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS SYLLAS MONTEIRO LUZ
DATA: 12/02/2015
HORA: 14:00
LOCAL: CPCE/UFPI/Bom Jesus –PI
TÍTULO:

Bem-estar de suínos em fase de creche criados em ambientes enriquecidos


PALAVRAS-CHAVES:

comportamento, enriquecimento ambiental, parâmetros fisiológicos


PÁGINAS: 71
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar o conforto de suínos na fase de creche segundo parâmetros comportamentais e fisiológicos dos animais em diferentes turnos, criados em ambientes enriquecidos. Foi realizada uma revisão de literatura sobre fatores que estão ligados ao bem-estar animal, buscando quantificar o grau de conforto fisiológico de suínos por meio de variáveis como: temperatura retal (TR), frequência respiratória (FR), frequência cardíaca (FC), eritrograma, leucograma e bioquímicos sanguíneos; parâmetros de comportamento frente às variáveis ambientais: Enriquecimento ambiental (EA), temperatura do ar (TA), umidade do ar (UA) e o índice de temperatura globo e umidade (ITGU). Foram utilizados 24 suínos (Piau x linhagem Agroceres Pic) distribuídos em delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial 2x2x2 (com e sem enriquecimento ambiental (EA); dois turnos (manhã e tarde); bloco com presença ou ausência de incidência de raios solares). Foram coletados parâmetros de comportamento, conforto térmico, sanguíneos e ambientais. Foi observada que a TA apresentou diferença (p<0,05), e foi constatado uma amplitude térmica de 6,24ºC entre a média da manhã e da tarde. Na TR os valores mostraram diferenças (p<0,05) com a presença de EA foi menor em relação à ausência. A FR apresentou significância (p<0,05) com magnitude no turno da tarde e também foi observado que a presença de artefatos como forma de EA na baia, reduziu a FR. Com relação a FC apresentou diferença (p<0,05) para os turnos. A UA correlacionou-se negativamente com a FC e TR para ambos os tratamentos, com a presença de EA obteve FC (-0,53) e TR (-0,61) e com ausência de EA foi de (-0,66) e TR (0,62). A presença do EA reduziu a influência da mudança climática. O VCM (volume corpuscular médio) foi significativo, sendo maior quando com a presença do EA. A para variável Seg (neutrófilos segmentados) apresentou diferença com a presença do EA. A presença do EA reduziu significativamente (p<0,05) o comportamento brigando. Os comportamentos (Fuçando a baia e Fuçando o outro), foi observado que os suínos com a presença do EA fuçaram a baia e aos outros em menor proporção. Com a presença do EA os animais passaram mais tempo Dormindo e menos tempo Deitado acordado. Não foi verificado diferença (p>0,05) para o comportamento Andando. O comportamento Comendo apresentou magnitude no tratamento que não recebeu a presença do EA. O comportamento Brincando, verificou-se que os suínos apresentaram frequências elevadas de interação com os artefatos principalmente os que foram disponibilizados no piso da baia. A utilização de garrafas pets como forma de enriquecimento proporcionou bem-estar fisiológico para os suínos, contudo os parâmetros sanguíneos não sofreram influências relevantes para o bem-estar de suínos quando comparados com a presença de EA. O EA reduz a presença de brigas e promove a expressão do comportamento normal de brincar. Os animais se alimentam em maior quantidade no turno da manhã e dormem mais no turno da tarde em consequência ao estresse térmico


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671082 - LEONARDO ATTA FARIAS
Externo ao Programa - 2159919 - PRISCILA TEIXEIRA DE SOUZA CARNEIRO
Interno - 1641780 - SINEVALDO GONCALVES DE MOURA
Notícia cadastrada em: 09/02/2015 17:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 13:18