Notícias

Banca de DEFESA: ENOQUE DE SOUSA LEAO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ENOQUE DE SOUSA LEAO
DATA: 02/03/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Sala 1, PPGZ - CPCE
TÍTULO:

Caracterização de feno de espécies forrageiras nativas do semiárido


PALAVRAS-CHAVES:

caatinga, curva de desidratação, composição química, fenação


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

Avaliou-se a caracterização do feno de espécies forrageiras nativas do semiárido.  O trabalho foi desenvolvido nas dependências do CPCE/UFPI. Foram realizados dois ensaios empregando plantas herbáceas (mucunã, jitirana, ervanso, bredo e malva) e plantas arbóreas (angico de bezerro, angico branco, jurema preta, jurema branca e miroró), as quais avaliou-se os componentes morfológicos (folha, colmo, inflorescência e relação folha:colmo), curva de desidratação da matéria seca (MS), perda de proteína bruta (PB), composição química das espécies (in natura e fenada) e degradabilidade in situ da MS e PB. Foi utilizando um delineamento inteiramente casualizado (DIC) em esquema fatorial 5 x 7, em que os fatores constaram de cinco espécies e sete tempos de desidratação (0, 2, 4, 6, 8, 10 e 12). Houve diferença (P<0,05) entre as forrageiras herbáceas e arbóreas para percentagem de matéria verde (MV) da folha, caule, inflorescência e perda de água. Quanto a composição química das forrageiras herbáceas e arbóreas in natura e fenada observou-se diferença (P<0,05) nos teores de MS, PB, MO, MM, EE, FDN e FDA. O valor proteico das espécies forrageiras estudadas não foi influenciado pelo tempo de exposição ao sol. Dentre as espécies forrageiras estudadas a mucunã, angico de bezerro, angico branco, jurema preta, jurema branca e miroró apresentaram bom potencial forrageiro para fenação, atingindo o ponto de feno até 12 horas de exposição ao sol, destacando-se o miroró e a jurema branca como as mais eficientes. Todas as espécies avaliadas demostraram boas características em sua composição química-bromatológica, visto que a qualidade e disponibilidade nutricional das forrageiras não foram influenciadas pelo processo de conservação na forma in natura e fenada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1370473 - JACIRA NEVES DA COSTA TORREAO
Interno - 1656633 - CARLO ALDROVANDI TORREAO MARQUES
Interno - 2011596 - RICARDO LOIOLA EDVAN
Externo à Instituição - TATIANA NERES DE OLIVEIRA - IF SERTÃO PE
Notícia cadastrada em: 27/02/2015 10:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 21:29