Notícias

Banca de DEFESA: RAILSON DE SOUSA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAILSON DE SOUSA SANTOS
DATA: 14/09/2016
HORA: 13:30
LOCAL: Auditório do NPPM (SG-15)
TÍTULO:

“Avaliação de efeito hipocinético do mentofurano no trato gastrointestinal de roedores”.


PALAVRAS-CHAVES:

Mentofurano; Monoterpeno; Esvaziamento gástrico; Trânsito intestinal; Espasmolítico.


PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

O mentofurano (C10H14O) é um monoterpeno encontrado no óleo essencial de espécies do gênero Mentha. Os monoterpenos constituem-se em grupo de compostos químicos com diferentes atividades biológicas, e para alguns foi demonstrada atividade no sistema digestório. Este trabalho investigou o efeito hipocinético do mentofurano no trato gastrointestinal de roedores. Esse efeito foi avaliado por meio dos seguintes modelos experimentais: esvaziamento gástrico (n=7 animais/grupo), trânsito intestinal (n=8 animais/grupo) e atividade antidiarreica (n=8 animais/grupo) em camundongos; atividade espasmolítica em íleo isolado de ratos (n=6). Também foi realizado estudo de toxicidade aguda in vivo em camundongos (n=6 animais/grupo), em que a administração de dose de 2.000 mg/kg (v.o) não produziu mortes nem alterações indicativas de toxicidade aguda sistêmica. No modelo de esvaziamento gástrico com vermelho de fenol, o mentofurano (MFur) nas doses de 25, 50 e 100 mg/kg (v.o) reduziu significativamente (p<0,01) o esvaziamento gástrico em relação ao grupo controle. Na avaliação do efeito deste monoterpeno no trânsito intestinal, observou-se que MFur, nas doses de 50 e 100 mg/kg (v.o), mas não na de 25 mg/kg, diminuiu (p<0,05) o trânsito intestinal quando comparado ao grupo controle. Ademais, apresentou efeito hipocinético semelhante ao do fármaco escopolamina. No modelo de hipermotilidade intestinal provocada por óleo de rícino, o MFur 50 e 100 mg/kg (v.o) reduziu (p<0,05) a quantidade de fezes moles eliminadas na terceira hora quando comparado ao grupo veículo, sem diferença estatística em relação ao grupo normal. Na avaliação do efeito espasmolítico Na avaliação de efeito espasmolítico, MFur nas concentrações de 10-8 a 10-3 µg/mL (n = 4) produziu relaxamento, dependente de concentração, em segmentos de íleo de rato pré-contraídos com KCl (CE50= 0,059 ± 0,008 µg/mL) e carbacol (CE50 = 0,068 ± 0,007 µg/mL), com potências semelhantes para relaxamento do íleo nos dois modelos. O mentofurano apresenta baixo efeito tóxico agudo in vivo e diminui a motilidade gastrointestinal, efeito evidenciado pelo retardo no esvaziamento gástrico, pela redução do trânsito intestinal normal e pelo efeito espasmolítico em íleo isolado de rato. Esse último efeito sugere envolvimento de ativação de canais de potássio e/ou de redução do influxo de cálcio, o que requer estudos adicionais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167710 - MARIA DO CARMO DE CARVALHO E MARTINS
Interno - 2246074 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA
Interno - 423597 - SALETE MARIA DA ROCHA CIPRIANO BRITO
Externo ao Programa - 7422077 - PAULO HUMBERTO MOREIRA NUNES
Notícia cadastrada em: 08/09/2016 17:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 17:51