Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: OGENYA RAFAELA BISPO DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: OGENYA RAFAELA BISPO DE SOUZA
DATA: 19/11/2020
HORA: 09:30
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA GOOGLE MEET
TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE Platonia insignis Mart. EM TRAQUÉIA ISOLADA RATOS NÃO ASMÁTICOS E ASMÁTICOS
PALAVRAS-CHAVES: Platonia insignis, espasmolítico, asma, músculo liso.
PÁGINAS: 114
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

A asma é uma doença não transmissível (DNTs) de grande relevância e tornou-se uma das
causas de incapacidade substancial e morte, constantemente definida como uma inflamação
crônica que atinge indivíduos em várias faixas etárias. Até o presente momento, não existe
cura para esta patologia, os tratamentos em questão procuram reduzir a hiperreatividade
brônquica, a inflamação das vias aéreas e a produção de muco. A Platonia insignis Mart., (P.
insignis) pertence à família Clusiaceae, subfamília Clusioideae e gênero Platonia Mart.
conhecida popularmente como bacurizeiro, é utilizada em várias pesquisas as quais
identificaram potencial efeito farmacológico como, antiinflamatoria, gastroprotetor e
cicatrizante. O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito do extrato etanólico (Pi-EtOH) e
sua fração acetato de etila (Pi-AcOEt) obtidos dos galhos de Platonia insignis Mart. em
ratos não asmáticos e asmáticos. O modelo de asma brônquica foi induzido com ovalbumina
e adjuvante, sendo realizada uma fase de sensibilização (14 dias) e após, uma fase de desafio
antigênico por 7 dias. Pi-EtOH e Pi-AcOEt tiveram efeito relaxante in vitro frente a contração
tônica com CCh em traqueias não asmáticas e asmáticas. O mecanismo de ação de Pi-EtOH e
Pi-AcOEt envolve participação dos canais K ATP . No protocolo de avaliação da reatividade
frente ao CCh com traqueias isoladas de ratos houve diferença significativa entre o grupo
asmático (log CE 50 = 0,7098 ± 0,1411) e não asmáticos (log CE 50 = 0,1933 ± 0,0481) e
sensibilizados (log CE 50 = 0,2462 ± 0,0627), os grupos asmáticos tratados v.o. com Pi-EtOH
12,5 mg/Kg (log Ce 50 = 0,2984 ± 0,06070), 25mg/kg (log Ce 50 = 0,2230 ± 0,8397) e 50 mg/kg
(log Ce 50 = 0,3074 ± 0,1177) e Pi-AcOEt log Ce 50 12,5 mg/kg (0,1271± 0,01545), 25 mg/kg
(0,2298 ± 0,03269) e 50 mg/kg (0,09680 ± 0,02918) foram estatisticamente diferentes do
grupo asmático. Na contagem de leucócitos total e diferencial no sangue periférico houve um
aumento significativo dessas células em animais asmáticos (12400 ± 767,6 cels/mL), em relação
ao grupo não asmáticos (5460 ± 402,0 células/mL), todas as doses de Pi-EtOH e Pi-AcOEt
conseguiram inibir o aumento das células inflamatórias. Os níveis de proteínas totais de
animais não asmáticos (7,258 ± 1,028) foram estatisticamente diferentes dos animais
asmáticos (3,540 ± 0,4552) o tratamento v.o. com Pi-EtOH 50 mg/Kg (7,494 ± 1,093) e 25
mg/Kg (5,546 ± 1,793), e Pi-AcOEt 25 (5,214 ± 1,106) e 50mg/Kg (6,962 ± 1,020)
restabeleceram os níveis de proteínas totais. O tratamento com Pi-EtOH e Pi-AcOEt
restauraram os níveis de albumina em animais asmáticos. Pi-EtOH e Pi-AcOEt não
apresentaram toxicidade evidente. O tratamento com Pi-EtOH, conseguiu reduzir
significativamente as concentrações de nitrito em relação ao grupo Asmático (130,7 ± 27,81),
na dose de 12,5mg/Kg (59,06 ± 4,54) os níveis de MPO também foram restabelecidos com o
tratamento com os produtos teste. Na análise histológica foram observadas vasodilatação,
espessamento do epitélio e aumento de fibras colágenas em animais asmáticos, com o
tratamento houve uma redução dessas características. Diante disso podemos concluir que Pi-
EtOH e Pi-AcOEt possuem efeito antinflamatório, antioxidante, espasmolítico e
antiespasmódico em ratos asmáticos e não asmáticos, sendo a ativação dos canais K ATP um dos
mecanismos envolvidos no efeito espasmolítico.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2617696 - ALDEIDIA PEREIRA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - JOUBERT AIRES DE SOUSA - UESPI
Presidente - 1560969 - ROSIMEIRE FERREIRA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 08/11/2020 15:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 24/02/2021 18:18