Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DENNIS SAVIO MARTINS DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DENNIS SAVIO MARTINS DA SILVA
DATA: 30/08/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala:260 - Departamento de Computação
TÍTULO:

Uma Abordagem Híbrida para Priorização e Seleção de Casos de Teste


PALAVRAS-CHAVES:

Teste de Regressão. priorização de testes. seleção de testes


PÁGINAS: 43
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
RESUMO:

O teste de regressão tem por objetivo aferir se as alterações realizadas após a verificação de uma versão de um software não introduziram falhas em componentes do programaque estavam funcionando adequadamente. A forma mais simples de teste de regressãoé a reexecução de todos os casos de teste do sistema. Porém, esta abordagem pode serimpossível dependendo do contexto, devido a restrições de custos, tempo e recursos. Dentre as técnicas que buscam maximizar os resultados do teste de regressão destacam-se a priorização e a seleção de casos de teste. A primeira busca um reordenamento dos casosde teste do sistema, visando maximizar algum critério, enquanto a segunda produz umsubconjunto do conjunto de casos de teste original, que maximize determinado critériomas obedecendo uma restrição de tempo. Este trabalho apresenta uma abordagem parao problema do teste de regressão baseada em uma combinação de priorização e seleçãode casos de teste. Esta abordagem considera, além de métricas facilmente obteníveis dasclasses de software sob teste, o nível de criticidade da execução dos casos de teste. Aabordagem possui cinco etapas. Na primeira etapa, a relevância das classes é calculadaempregando o processo SQFD (Software Quality Function Deployment). Na segunda etapa, a relevância das classes, em conjunto com as suas respectivas medidas de complexidade ciclomática e acoplamento, servem de entrada a um sistema de inferência fuzzy que retorna como saída a criticidade das classes. Na terceira etapa, a criticidade de cada caso de teste é calculada com base na criticidade das classes que ele cobre. Na quarta etapa, ocorre a seleção dos casos de teste, cuja saída é um subconjunto dos casos de teste que tenta obter a máxima criticidade total possível respeitando uma restrição de tempo. Por fim, na quinta etapa ocorre a priorização dos casos de teste, que reordena os testes selecionados utilizando a criticidade como chave. A abordagem proposta foi avaliada utilizando dados fictícios.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 958.783.513-15 - ALDIR SILVA SOUSA - USP
Interno - 737.502.043-49 - ERICK BAPTISTA PASSOS - IFPI
Presidente - 2061294 - RICARDO DE ANDRADE LIRA RABELO
Notícia cadastrada em: 18/08/2016 11:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/07/2019 21:17