Notícias

Banca de DEFESA: RONYÉRISON DANTAS BRAGA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONYÉRISON DANTAS BRAGA
DATA: 24/08/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Videoconferência do PPGCC
TÍTULO: Um Estudo Pratico sobre a Automação em Oráculos de Testes
PALAVRAS-CHAVES: Oráculos de Testes. Aprendizagem de Máquina. Teste de Software. Automação. Método.
PÁGINAS: 126
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
RESUMO:

A computação tem sido utilizada para apoio à solução de problemas nas mais diversas áreas de conhecimento, tais como, medicina, biologia, matemática, mecânica, administração, economia, etc. Inúmeras aplicações têm sido desenvolvidas para auxiliar o ser humano na realização de tarefas que antes eram realizadas de forma manual, tais como, aplicações para identificação de anomalias em imagens médicas (medicina), aplicações para previsão de valores de ações no mercado financeiro (economia), aplicações para gestão patrimonial

(administração), dentre outras. Entretanto, para garantir a confiabilidade das aplicações para solução de tais problemas é preciso que elas passem por uma etapa essencial no processo de desenvolvimento de software, o Teste de Software.

 

O Teste de Software é uma das atividades que se concentra na gestão da qualidade de software, e pode ser definido como um conjunto de tarefas, planejadas e executadas sistematicamente com o propósito de descobrir erros cometidos durante a implementação dos softwares. Uma das tarefas mais complexas e custosas relacionada ao Teste de Software é o mecanismo popularmente conhecido como Oráculo de Testes. Dada uma determinada entrada para uma aplicação, a difícil tarefa de distinguir o comportamento correto para o comportamento potencialmente incorreto da aplicação é chamado de “Problema do Oráculo de Teste”. Geralmente, essa atividade é realizada de forma manual por um desenvolvedor ou testador da aplicação, tornando-se um garlalo na realização de testes de software.

 

Considerando esse contexto, é proposta neste trabalho uma abordagem, para automação do mecanismo de oráculo de testes. Essa proposta traz consigo a inovação na forma como a atividade é realizada e torna-se uma alternativa para as pesquisas já existentes dessa área. Foi realizado um Mapeamento Sistemático de Estudos (MSE) com o objetivo de identificar na literatura os principais trabalhos dessa linha de pesquisa. A realização desse MSE foi a base para a definição da abordagem proposta no trabalho, pois ajudou a posicionar a pesquisa identificando os principais interesses da área e como o problema tem sido atacado em novos trabalhos. Após a realização de um estudo da área, foi proposta uma nova abordagem para automação do oráculo de testes. Três experimentos foram executados com aplicações Web para avaliar a abordagem proposta. Os dois primeiros experimentos foram realizados com uma aplicação fictícia, de forma que: no primeiro experimento, as falhas foram inseridas de forma aleatória e no segundo as falhas foram inseridas no código da aplicação por um desenvolvedor. O terceiro experimento foi realizado com uma aplicação real de grande porte com o objetivo de assegurar os resultados obtidos nos dois primeiros experimentos. Os resultados obtidos em todos os experimentos apresentaram indicações da aplicação da abordagem proposta na solução do problema.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOÃO PAULO PORDEUS GOMES - UFC
Presidente - 2167802 - PEDRO DE ALCANTARA DOS SANTOS NETO
Interno - 2061294 - RICARDO DE ANDRADE LIRA RABELO
Interno - 1446435 - VINICIUS PONTE MACHADO
Notícia cadastrada em: 16/07/2018 09:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/04/2019 11:13