Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA SAUANNA SANY DE MOURA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA SAUANNA SANY DE MOURA
DATA: 15/06/2018
HORA: 08:00
LOCAL: sala da PREX
TÍTULO: Demanda de doação de leite humano: Subsídio para a implantação de um posto de coleta
PALAVRAS-CHAVES: Bancos de leite. Leite humano. Aleitamento materno
PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

O leite humano (LH) oferece todos os nutrientes necessários para a proteção, crescimento e desenvolvimento infantil. Neste contexto, a demanda de recém-nascidos que necessitam de LH se torna cada vez mais crescente, fazendo com que precise de estratégias para promoção da doação do leite materno. Surgem então, os Bancos de Leite Humano (BLH) que se configuram como uma das estratégias para estimular a amamentação e assistir recém-nascidos hospitalizados. No Piauí, existem apenas um BLH e dois postos de coleta, para suprir a necessidade dos bebês, todos localizados na capital Teresina. Deste modo, através da descentralização dos locais de coleta, será possível ampliar o número de doadoras do LH. Objetivou-se analisar a demanda de doação de leite humano na região do Vale do Guaribas para subsidiar a implantação de um posto de coleta. Trata-se de um estudo transversal e analítico, com abordagem quantitativa, realizado com 226 mulheres, que no momento da pesquisa encontrava-se no puerpério imediato, em um hospital público de referência do interior do Piauí. Para obtenção dos dados foi utilizado um formulário estruturado e os dados foram processados no SPSS® (Statistical Package for the Social Sciences), versão 23.0. Na estatística analítica, foi avaliada a normalidade dos dados através do teste de Kolmogorov-Smirnov. Em seguida, foram utilizados os testes Qui-quadrado de Pearson e Razão de verossimilhança, para investigar associação entre variáveis qualitativas, e o teste t-Student, para comparar as médias de duas amostras independentes. Verificou-se que as possíveis doadoras de leite humano são, em sua maioria, mulheres jovens, casadas ou em uma união estável, pardas, desempregadas, católicas e de baixa renda. Apresentaram algumas patologias comuns na gravidez, sem contraindicação à doação de leite materno. Neste estudo, 78,3% das entrevistadas desejavam ser doadoras de LH, demonstrando relação significativa com os anos de estudo (p= 0,038) e as receberam orientações recebidas sobre o assunto durante o pré-natal (p=0,028). A partir desses dados, foi realizado o plano de ação voltado à implantação de um posto de coleta de leite humano na região.  Portanto, é fundamental a descentralização dos postos de coleta , pois muitas dessas mulheres entrevistadas mostraram o desejo de doar, mas há vários fatores limitantes que as impedem, já que nessa região onde vivem não há um local que faça essa coleta e oriente sobre a sua importância. Com a realização do plano de ação, pode-se mostrar aos gestores locais a importância dessa implantação, fazendo com que diminua os gastos com internação de recém-nascidos com gravidades ocasionadas pela ausência do leite materno.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2157495 - ANDERSON NOGUEIRA MENDES
Externo à Instituição - JARDELINY CORREA DA PENHA - UFC
Interno - 1549654 - MALVINA THAIS PACHECO RODRIGUES
Externo à Instituição - PRISCILA DE SOUZA AQUINO - UFC
Notícia cadastrada em: 05/06/2018 18:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 04/07/2020 09:28