Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EDISON DE ARAUJO VALE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDISON DE ARAUJO VALE
DATA: 29/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: sala da prex
TÍTULO: Impacto da dermolipectomia de abdome sobre o padrão lipídico de usuários com excesso de peso de um hospital público de Teresina/PI.
PALAVRAS-CHAVES: Abdomen dermolipectomy. Abdominal plastic surgery. Dyslipidemia. Obesity
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A obesidade é uma doença metabólica crônica caracterizada pelo excessivo acúmulo de gordura, que geralmente compromete a saúde humana, tendo em vista o risco potencial de desenvolvimento de inúmeras doenças graves, tais como, dislipidemia, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, doença circulatória venosa, acidentes vasculares cerebrais e alguns tipos de cânceres. O tecido adiposo, além de representar um grande depósito de gorduras do organismo, em especial triglicerídeos - utilizado para a oxidação e produção de energia -, também desempenha muitas outras funções, tais como, o metabolismo de esteróides sexuais; a produção de adipocinas, que causam resistência periférica à insulina. Além disso, o aumento da massa adiposa reflete sistemicamente no corpo, mas em especial é no abdome que se faz notar esse acréscimo em função do desconforto físico e mal-estar psicológico, os quais impactam negativamente na qualidade de vida e de saúde desses pacientes. Dentro desta realidade e em função dos fracassos recorrentes para perda de peso, a cirurgia plástica de abdome (dermolipectomia) pode proporcionar melhoras nos seus aspectos estéticos e estruturais. Todavia não há consenso quanto ao seu benefício em relação ao padrão lipídico dos pacientes. O presente trabalho tem como objetivo avaliar o impacto da cirurgia plástica de abdome (dermolipectomia) no padrão lipídico de pacientes com excesso de peso, portador de adiposidade de abdome com ou sem lipodistrofia abdominal. Trata-se de um estudo quantitativo, analítico, prospectivo, longitudinal, de intervenção e ensaio clínico de uma amostra, realizado em 15 pacientes, atendidos no ambulatório e operados no centro cirúrgico do Hospital Getúlio Vargas, em Teresina/PI, no período de abril a julho de 2018. Os pacientes com sobrepeso ou obesidade grau I foram selecionados por conveniência e avaliados em três etapas: pré-operatória, transoperatória e três meses de pós-operatório. Para obtenção dos dados epidemiológicos, clínicos e antropométricos dos pacientes foi utilizado um formulário estruturado. Os dados foram processados e as análises estatísticas foram realizadas através do pacote estatístico SPSS (Statistical Package for Social Sciences) versão 20 e software R versão 3.5. As variáveis qualitativas foram apresentadas em tabela contendo frequências absolutas (n) e relativas (%). As variáveis contínuas com distribuição normal foram resumidas em média e desvio-padrão. As variáveis com hipótese de normalidade rejeitada pelo teste de Shapiro-Wilk, foram expressas por meio de mediana e intervalo interquartil (IIQ). Os efeitos da cirurgia plástica de abdome (dermolipectomia) foram analisadas pelo teste t de Student e pelo teste de Wilcoxon, segundo o pareamento das amostras. A pesquisa foi submetida à apreciação dos Comites de Ética em Pesquisa da UFPI e do HGV e aprovado com o número dos pareceres nº 2.552.497 e 2.556.785. Todos os usuários assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Verificou-se que a idade média foi de 43,8 anos, predomínio do sexo feminino (93,3%), procedentes da zona urbana (93,3%) e piauiense (73,3%), 40% são do lar e 93,3% de cor parda. O peso médio do retalho ressecado foi de 2,07 kg. O peso, o índice de massa corporal e as circunferências de cintura, de abdome e de quadril apresentaram redução significativa. A circunferência abdominal teve redução média de 7,42 cm (p<0,05). Não houve alteração significativo dos lipídeos no pós-operatório (p>0,05). No entanto, as medianas e as médias das diferenças entre pós e pré-operatório foram positivas. Concluiu-se que a plástica de abdome reduziu significativamente (p<0,05) os índices antropométricos dos pacientes, com impacto positivo na autoimagem. Os níveis de colesterol e triglicerídeos não foram afetados.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 423488 - BENEDITO BORGES DA SILVA
Presidente - 2365867 - MAURICIO BATISTA PAES LANDIM
Interno - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Notícia cadastrada em: 18/08/2018 19:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 29/05/2020 10:06