Notícias

Banca de DEFESA: TOMÁS JOBIN COUTINHO LOPES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TOMÁS JOBIN COUTINHO LOPES
DATA: 02/05/2019
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 317
TÍTULO: O PROBLEMA HERMENÊUTICO DA APLICAÇÃO EM GADAMER: Entre a subjetividade do intérprete e a objetividade do método científico
PALAVRAS-CHAVES: Hermenêutica filosófica. Aplicação. Esquema sujeito-objeto. Método científico. Gadamer.
PÁGINAS: 109
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Filosofia
SUBÁREA: Epistemologia
RESUMO:

O presente trabalho tem como objetivo desenvolver e descrever os aspectos relativos ao conceito de aplicação na hermenêutica de Gadamer, evidenciado na obra Verdade e Método (1960) como o problema fundamental da hermenêutica. Deveremos apresentar também a justificativa desta centralidade da aplicação no projeto gadameriano. Com essas consiedrações será possível um estudo que tematiza o modelo da aplicação em sua tensão com os modos metodológicos de compreensão. Como veremos, tais modelos metodológicos têm relação indissociável com certo padrão de racionalidade, no qual prevalece o esquema sujeito-objeto como meio de cognição e representação dos fenômenos. Em um primeiro passo será necessário situarmos a hermenêutica de Gadamer dentro da tradição hermenêutica, demonstrando como certa racionalidade e certo esquema de compreensão acabaram ingressando também na hermenêutica e nas ciências humanas. Após isto, explicitaremos o modo como Gadamer se apropria das contribuições e conceitos de Heidegger. Com estas considerações será possível identificarmos o caminho teórico que nos direciona ao problema da aplicação. Será possível assim perceber uma negatividade no projeto de Gadamer, no sentido de que critica o método cientifico, mas também uma positividade, no sentido de que o conceito de aplicação é uma defesa afirmativa de um modelo e uma dinâmica de compreensão distinta da do método típico das ciências da natureza. Em suma, tentaremos tematizar e desenvolver o conceito de aplicação no entremeio de várias tensões, com destaque para o tensionamento da relação sujeito-objeto, mas também a tensão entre a ontologia fundamental de Heidegger e o método das Geisteswissenschaften de Dilthey, entre as ciências humanas e as ciências naturais e, enfim, entre a filosofia e as ciências. Portanto, em um último momento tentaremos sair do escopo de Verdade e Método para pôr em detaque as características que Gadamer atribui às ciências, verificando-as quanto aos seus limites e justificativas. Com isto será possível o desenvolvimento maior de uma dialética entre o modo de proceder metodológico e o modelo da aplicação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1571966 - GUSTAVO SILVANO BATISTA
Interno - 423660 - HELDER BUENOS AIRES DE CARVALHO
Externo à Instituição - ROBERTO WU - UFSC
Notícia cadastrada em: 22/02/2019 16:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/04/2024 05:30