Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KAIRON PEREIRA DE ARAUJO SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KAIRON PEREIRA DE ARAUJO SOUSA
DATA: 16/10/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Laboratório de Avaliação Psicológica do Delta do Parnaiba-LABAP
TÍTULO: Uso de álcool por universitários: propriedades psicométricas do AUDIT e correlatos
PALAVRAS-CHAVES: Álcool;Correlação, Validade
PÁGINAS: 140
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O consumo de álcool por jovens universitários tem se constituído em uma problemática social. Estudos ressaltam que a bebida alcoólica é a droga psicoativa mais consumida por esse grupo da população, sendo identificados padrões de uso nocivo, que aparecem relacionados a consequências físicas, psicológicas e sociais. Trata-se de uma questão preocupante, principalmente tendo em conta que a bebida alcoólica pode representar uma porta de entrada para o uso ou experimentação de outras drogas, incluindo as ilícitas. Tendo este panorama como plano de fundo este estudo objetivou explorar o consumo de álcool por universitários, analisando psicométricamente o ajuste do instrumento AUDIT, utilizado para mensurar seus padrões de consumo, checando sua relação com outras variáveis. Para tanto, foram conduzidos dois estudos independentes. O estudo 1, teve como objetivo analisar as propriedades psicométricas (validade e precisão) do Alcohol Use Disorders Identification Test – AUDIT no contexto Piauiense. Participaram 406 estudantes universitários de uma Instituição de Ensino Superior (IES) pública, localizada no estado do Piauí, com idade variando de 18 a 58 anos (M = 23,31; DP= 5,73), a maioria do sexo feminino (68,2%), solteiros (58,4%). Estes responderam os instrumentos AUDIT e questões sociodemográficas. Foram realizadas análises descritivas, Análises Fatoriais Confirmatórias (AFC) e de consistência interna, levando em consideração a natureza ordinal da medida, objetivando investigar a adequação do modelo teórico aos dados empíricos. Para tanto, contou-se com o Software R, 3.5.1, e pacotes estatísticos lavaan e Psych, para o cálculo da consistência interna (Alfa de Cronbach e Omega de Mcdonald) e validade. Os resultados indicaram a adequação do modelo de três fatores (consumo de álcool, dependência e consequências adversas), com índices de bondade de ajuste (χ2(32)= 28,57, p<0,001; Δχ2/(gl)=24,63; TLI=0,99; CFI=0,99; RSMEA= 0,036(IC90%=0,012 – 0,056); ECVI=0,30.), como o mais ajustados quando comparado a modelos alternativos encontrados na literatura (estruturas uni e bifatoriais). Quanto às evidencias de fidedignidade do AUDIT, obtidas através do alfa de Cronbach e ômega de Mcdonald (com correlações policóricas), estas podem ser consideradas meritórias, tanto no geral (α = 0.85; Ω = 0, 89) quanto para cada um dos três fatores (Fator 1. α = 0,94 e Ω = 0,88; Fator 2. α = 0,81 e Ω = 0,68; Fator 3. α = 0,82 e Ω = 0,66), atestando a adquação do instrumento para a triagem de problemas relativos ao consumo de álcool no ambinte universitário. O estudo 2 (em andamento), buscou comprovar a estrutura trifatorial (obtida no estudo 1), e avaliar os correlatos do AUDIT. A análise dos dados foi realizada por meio do IBM SPSS, versão 21, e do Software R, 3.5.1, e pacote estatístico lavaan, e ainda com o Psych, para o cálculo da consistência interna (Alfa de Cronbach e Omega de Mcdonald).

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2730053 - EMERSON DIOGENES DE MEDEIROS
Externo ao Programa - 027.888.154-84 - JORGE ARTUR PEÇANHA DE MIRANDA COELHO - UFAL
Interno - 1816247 - PALOMA CAVALCANTE BEZERRA DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 11/10/2018 16:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 07:44