Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: DÉBORAH LIMA DE CARVALHO
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DÉBORAH LIMA DE CARVALHO
DATA: 27/10/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: A saúde mental na política de assistência estudantil do Instituto Federal de Educação do Piauí
PALAVRAS-CHAVES: saúde mental; assistência estudantil, instituto federal.
PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Esse trabalho de dissertação propõe uma pesquisa sobre a saúde mental no
contexto da assistência estudantil do IFPI. O Decreto nº 7.234, de 19 de julho de
2010, que dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES)
consolidou a assistência estudantil como direito social e orienta a implantação da
AE nas Instituições Federais de Ensino Superior. O Instituto Federal de
Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) regulamenta, através da
Resolução n.º 14/2014, a Política de Assistência Estudantil (POLAE)
objetivando diminuir as desigualdades educacionais e o desenvolvimento
integral. A assistência à saúde do estudante faz parte dessas ações, incluindo, o
cuidado em saúde mental. Portanto, a POLAE pode configurar-se como um
potente dispositivo de promoção da saúde mental. Nesse sentido, buscou-se
analisar a constituição de saúde mental na assistência estudantil do IFPI, sua
operacionalização e suas implicações para o alcance dos objetivos da POLAE.
Por isso o interesse em investigar como se configura a saúde mental na POLAE.
Então, o estudo define-se como de uma pesquisa qualitativa, sob o enfoque das
práticas discursivas a partir do construcionismo social e com caráter
interventista. Escolhemos como instrumentos de coleta de dados a) análise de
documentos de domínio público, b) entrevistas e c) roda de conversa.
Participaram da pesquisa dois grupos distintos de servidores, 03 gestores,
servidores que participaram da construção do documento de normatização da
POLAE e 09 executores, servidores que compõem a comissão de AE no IFPI
Campus Oeiras. Os dados foram analisados com base na técnica do mapa
dialógico organizados em duas categorias: 1) Trajetória da Assistência Estudantil
no IFPI e 2) Saúde mental na Política de Assistência Estudantil do IFPI. Em
resumo, percebemos que o IFPI tem uma trajetória de AE, anterior a política,
focada no repasse de benefícios e que projeta na POLAE uma assistência
estudantil de caráter universal e abrangente as áreas propostas pelo PNAES, mas
as práticas discursivas apontam contradições quando ainda privilegiam os
aspectos socioeconômicos. No caminho de construção de uma política universal
entende que o aluno deve ser assistido na saúde de forma integral, incluindo a
saúde mental, ocorre que as concepções que fundamentaram sua construção não
atendem a integralidade como preconizada pela atenção psicossocial e termina
por oferecer um cuidado em saúde mental fragmentado. Da mesma forma,
mesmo reconhecendo os marcadores sociais presentes no corpo discente não faz
uma leitura da relação desses com o processo cuidado-saúde-doença, refletindo
em práticas sob o modelo privativo de pensar a saúde mental, o que fragiliza o
alcance dos objetivos da AE. Apontamos que o estudo se encontra em andamento, os dados apresentados correspondem as etapas de analise documental e entrevistas. A roda de conversa, espaço da intervenção, já foi realizada e será posteriormente analisada.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Presidente - 1774313 - JOAO PAULO SALES MACEDO
Externo à Instituição - Lígia Rocha Cavalcante Feitosa - UFSC

Cadastrada em: 16/10/2020
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 29/09/2020 - 30/09/2020 · Matrícula para o período 2020.2.
  • 29/10/2020 · Início do período letivo 2020.2.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 26/10/2020 16:19