Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TACYANNA MARIA DE AZEVEDO CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TACYANNA MARIA DE AZEVEDO CARVALHO
DATA: 16/11/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado
TÍTULO: Preceptoria em Psicologia: análise de um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade na perspectiva institucionalista
PALAVRAS-CHAVES: Preceptoria em Psicologia; Atenção Primária em Saúde; Residência Multiprofissional; Análise Institucional.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Mediante as dificuldades dos profissionais ao vivenciar os entraves no cotidiano dos serviços, sendo estes de várias categorias profissionais e pautados nas atribuições do Sistema de Saúde, temos o surgimento das residências multiprofissionais. Estas são programas orientados pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) e consideradas um modelo de formação em serviço, que busca proporcionar a qualificação dos profissionais de saúde para que atuem de forma integral, interdisciplinar e em conformidade com as necessidades e realidades locais e regionais. Apesar de um histórico dedicado as populações elitistas, a psicologia consolidou-se, no campo das políticas públicas, atuando em equipes multiprofissionais, no final da década de 1980, com o deslocamento cada vez mais significativo do psicólogo da condição de profissional liberal para trabalhador social. Com este estudo pretende-se refletir sobre a preceptoria em psicologia no Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade (PRMSFC) como mediador do conhecimento teórico-prático, junto aos residentes, como preceptor. O qual, ao associar sua prática ao papel de formador e a capacidade de incentivar o residente, pode transformar a vivência do campo profissional em experiências de aprendizagem. Implicações: surgiram com as vivências da pesquisadora como psicóloga na Atenção Primária em Saúde (APS), e atualmente, como preceptora em um PRMSFC. Durante os momentos de leitura sobre a temática, observou-se escassez de materiais que explorem a prática psicológica na preceptoria no SUS, suscitando questionamentos e atravessamentos, que motivam o objetivo geral da pesquisadora em problematizar a intervenção do preceptor-psicólogo no processo de formação dos residentes. Como objetivos específicos: mapear as
estratégias utilizadas pelos preceptores no processo de ensinoaprendizagem dos residentes; analisar as dificuldades e contribuições vivenciadas pelos preceptores pensando quais atravessamentos dificultam a prática profissional em psicologia no contexto da APS; averiguar os impactos da implantação da RMSFC no aperfeiçoamento das ações dos profissionais nos territórios e também, sinalizar sugestões que possam romper com os entraves existentes no processo de educação permanente na formação de profissionais para o fortalecimento SUS. O percurso metodológico a ser utilizado será a pesquisa-intervenção, com base nos conceitos epistemológicos do movimento institucionalista. A pesquisa irá articular-se à intervenção para introduzir outra relação, desconstruindo práticas e discursos instituídos, transformando para conhecer. A Análise Institucional dará suporte para pesquisadora problematizar suas implicações, como também levantar os discursos e as normas produzidos no coletivo pesquisado, cinco residentes-psicólogos e três preceptorespsicólogos. Revelando movimentos antes invisíveis, os movimentos permanentes dos processos de subjetivação, a serem considerados analisadores para o estudo, por meio de entrevistas abertas semiestruturadas e oficinas. Será utilizado diário de campo para as anotações relevantes da pesquisa em campo. Em relação aos aspectos éticos da pesquisa, o estudo será apreciado pelo CEP da Universidade Federal do Piauí (UFPI). E os profissionais de saúde: preceptores e residentes que preencheram os critérios de inclusão da pesquisa e manifestarem o aceite em participar, será fornecido o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Para fins de análise dos dados, as informações dos questionários, das transcrições, das notas e dos diários de campo serão manuseadas somente pela pesquisadora. Este estudo pretende contribuir com a formação em saúde dos profissionais envolvidos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2231563 - ANA KALLINY DE SOUSA SEVERO
Interno - 2231565 - ANTONIO VLADIMIR FELIX DA SILVA
Externo ao Programa - 578.523.913-20 - MARCOS RIBEIRO MESQUITA - UFAL
Notícia cadastrada em: 06/11/2018 09:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 28/09/2022 06:30